Thaisa Galvão

29 de novembro de 2018 às 11:58

Justiça Eleitoral condena Carlos Eduardo Alves e Fátima Bezerra por infrações que eles não cometeram [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de condenação no 1º turno das eleições, o ex-candidato a governador Carlos Eduardo Alves voltou a ser condenado no 2º turno por acusação de espalhar santinhos próximo aos locais de votação.

No segundo turno a governadora eleita Fátima Bezerra também foi condenada.

Duas das representações se referem a Carlos Eduardo Alves e indicam o despejo de santinhos na frente das escolas municipais Osmundo Farias e Desembargador Silvino Bezerra Neto, em Parnamirim; e na cidade de Santo Antônio, em frente às escolas estaduais Dr. Manoel Dantas, Hélio Barbosa e Filomena de Azevedo, além da Creche Professora Ana Rosa de Araújo e do Caic.

A representação contra Fátima Bezerra foi pelo despejo de santinhos na rua e na calçada da Escola Municipal Gilson Firmino da Silva, em Currais Novos.

Os dois foram condenados ao pagamento de multas, mas ainda podem recorrer da decisão.

*

Sem questionar a justiça e já questionando…

Como Carlos Eduardo e Fátima tinham domínio sobre pessoas que espalhavam santinhos nos locais de votação.

Certeza que o GPS de cada um não registrou a presença de nenhum em nenhum desses locais onde foram encontrados os santinhos.

E vamos combinar que em casos assim, até mesmo um adversário pode jogar os santinhos para incriminar o candidato…

Só relembrando…

No dia 28 de outubro ninguém deu notícia da presença de Carlos Eduardo nem em Parnamirim nem em Santo Antônio.

Nem de Fátima em Currais Novos…

Aí como danado você é condenado pelo erro de uma pessoa lá em outra cidade e que você nem sabe quem é?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*