Thaisa Galvão

4 de dezembro de 2018 às 17:09

Com placar de 2X0 pela manutenção da prisão de Lula, ministro Gilmar Mendes pede vista e julgamento no STF é adiado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Gilmar Mendes pediu vista e emperrou a votação do processo que pedia, pela 7ª vez, a liberdade do ex-presidente Lula, preso em Curitiba

O ministro relator Edson Fachin, votou contra a concessão de liberdade a Lula e contra a anulação dos processos nos quais Sérgio Moro atuou como juiz federal.

A ministra Cármen Lúcia, segunda a apresentar o voto, acompanhou o relator.

Segundo a ministra, as providências adotadas pelo então juiz foram, na maior parte das vezes, tomadas a pedido do Ministério Público.

Após pedir vista, Gilmar Mendes disse que o caso deve ser retomado antes do recesso de fim de ano na Corte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*