Holiday

Thaisa Galvão

31 de janeiro de 2019 às 17:51

Sessões de posse e de eleição da mesa serão presididas pelo atual presidente da Assembleia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A sessão de posse na Assembleia Legislativa será comandada pelo presidente da Casa, Ezequiel Ferreira de Souza.

Que também presidirá a sessão para eleição da mesa diretora.

Sessão que acontecerá também nesta sexta.

31 de janeiro de 2019 às 16:09

Assembleia Legislativa dá início à 62ª legislatura empossando 9 novos deputados e 15 veteranos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Tomam posse hoje na Assembleia Legislativa, os 24 deputados estaduais eleitos no Rio Grande do Norte em outubro passado.

Nove novos parlamentares iniciam o primeiro mandato:

Allyson Bezerra (SD)

Bernardo Amorim (Avante)

Chico do PT

Coronel Azevêdo (PSL)

Eudiane Macêdo (PTC)

Isolda Dantas (PT)

Kleber Rodrigues (PSD)

Sandro Pimentel (PSOL)

Ubaldo Fernandes (PTC)

Quinze dos empossados já exercem mandato de deputado:

Albert Dickson (PROS) – 2º mandato

Cristiane Dantas (PPL) – se elegeu pela 2ª vez

Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) – vai assumir o 5º mandato

Galeno Torquato (PSD) – 2º mandato

George Soares (PR) – assume o 3º mandato

Getúlio Rêgo (DEM) – entra no 10° mandato

Gustavo Carvalho (PSDB) – vai para o 4º mandato

Hermano Morais (MDB) – toma posse para o 3º mandato

José Dias (PSDB) – 6º mandato

Kelps Lima (SD) – 3º mandato

Nelter Queiroz (MDB) – assume o 8º mandato

Raimundo Fernandes (PSDB) – 9º mandato

Souza (PHS) – 2º mandato

Tomba Farias (PSDB) a entra no 3º mandato

Vivaldo Costa (PSD) – vai para o 9° mandato

31 de janeiro de 2019 às 13:19

O deputado Allyson Bezerra e a alegria do primeiro mandato [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A alegria do primeiro mandato.

O deputado Allyson Bezerra (SD), que toma posse nesta sexta-feira, recebeu hoje o gabinete que vai ocupar nos próximos 4 anos.

31 de janeiro de 2019 às 11:37

Deputados que não querem Benes, tentam levar coordenação da bancada para o Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O grupo da bancada do Rio Grande do Norte que queria eleger o deputado Beto Rosado (PP) como coordenador, mas viu que não conseguiria, tenta levar a coordenação, pela primeira vez na história, para o Senado.

E já há conversas em torno da escolha do senador Jean-Paul Prates (PT).

O grupo que queria Beto não quer Benes Leocádio.

Benes já tinha 6 votos garantidos: o dele, os dos senadores Jean-Paul e Zenaide e os dos deputados Natália Bonavides, Rafael Motta e Walter Alves.

Fábio Faria não engole Benes.

Seguem Fábio na escolha por Beto, os deputados João Maia e General Girão.

Resta saber se os 4 terão argumento para convencer os 6.

O senador Styvenson ainda não discutiu o assunto com ninguém.

Mas não votaria em Beto.

31 de janeiro de 2019 às 9:54

Felipe Maia se despede do mandato de deputado acompanhando novo reitor da UFRN ao Ministério da Saúde [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Das despedidas do Congresso/

31 de janeiro de 2019 às 9:24

Deputado Antônio Jácome se despede de ‘ciclo de 30 anos’ na vida pública [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Das despedidas do Congresso, o deputado Antônio Jácome (Podemos), que não se elegeu senador.

31 de janeiro de 2019 às 8:33

Judiciário termina recesso com Flávio Bolsonaro, Geddel Vieira e Michel Temer na pauta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O recesso judiciário termina e a partir de amanhã estão na lista de julgamentos do STF:

O pedido do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) para que a investigação contra o assessor Queiroz seja enviado ao Supremo.

No recesso o ministro Luiz Fux concedeu decisão liminar (provisória) suspendendo temporariamente o procedimento investigatório instaurado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas “atípicas” pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

O pedido da defesa do ex-ministro Geddel Vieira para que ele seja solto.

O processo está com o ministro Edson Fachin.

Durante o recesso, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, entendeu que não se tratava de caso urgente, deixando a decisão para Fachin.

A defesa alega que a fase de instrução do processo, em que são coletadas provas e ouvidas testemunhas, já se encerrou.

A abertura de 5 inquéritos envolvendo o ex-presidente Michel Temer e o envio de uma denúncia contra ele para a primeira instância, em razão da perda do foro privilegiado com o fim do mandato presidencial.

A ação do PDT contra a extinção do Ministério do Trabalho prevista na primeira medida provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro.

31 de janeiro de 2019 às 8:12

UFRN e IFRN entre as principais instituições no ranking de universidades brasileiras [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No ranking das universidades brasileiras, a UFRN é a de número 13.

A posição foi revelada pelo ‘Ranking Web of Universities’.

Quando na lista começam a aparecer os institutos federais, o IFRN é o primeiro.

Está na posição 95 da lista que compreende universidades e institutos.

CLIQUE AQUI e confira.

31 de janeiro de 2019 às 7:56

Revista Época vai mostrar como ministra da família virou mãe adotiva de uma índia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da série Governo Bolsonaro X Sistema Globo, é o jornalista Gilberto Dimenstein quem adianta no seu portal Catraca Livre:

 

Revista Época,da Globo, acusa Damares Alves de sequestro infantil

 

A nova edição da revista Época, que já está publicada no app para iOS e Android, reconstrói a história de como a ministra Damares Alves levou há 15 anos, de uma aldeia no Xingu, a menina que hoje apresenta como sua filha adotiva, Lulu Kamayurá.

A adoção nunca foi formalizada.

Uma das pessoas ouvidas pelos repórteres Natália Portinari e Vinícius Sassine é Tanumakaru, uma senhora octogenária e cega de um olho, avó da menina e quem a criou até mais ou menos seis anos.

Falando em tupi, ela contou que Lulu nasceu frágil e com inúmeros problemas de saúde.

Era menininha ainda quando Márcia Suzuki, braço direito da hoje ministra, se ofereceu para leva-la a um tratamento dentário.

“Chorei e Lulu estava chorando”, conta a avó.

“Disse que ia mandar de volta. Cadê?”

Damares conta que salvou a menina de ser sacrificada. Segundo os índios, ela foi levada na marra.

A ministra e Márcia são fundadoras de uma ong chamada Atini, ligada à Igreja Metodista, e voltada para assistência da população indígena. A capa, com um close da velha senhora, é forte e traz por título ‘A branca levou a Lulu’.

Sem detalhes, parte da história de Lulu já havia sido contada pela Folha*.

Segundo o jornal, adotar menores que alegam estar em situação de risco é prática comum da ong e há uma investigação do MP em curso.

A Funai hoje está sob comando de Damares.

 

CLIQUE AQUI para ler a reportagem da Folha