Holiday

Thaisa Galvão

8 de fevereiro de 2019 às 8:17

Senador Styvenson ‘traiu’ a Rede ou ‘caiu da Rede? [1] Comentários | Deixe seu comentário.

No primeiro discurso que fez no plenário do Senado, exatamente no dia de seu aniversário, o Capitão Styvenson respondeu à reportagem do jornal O Estado de São Paulo, que incluiu o senador potiguar na lista de ‘traidores’, por ter mudado de partido.

Quem apurou a informação, o fez pela metade.

Antes de ‘trair’, como mostrou o jornal, Styvenson foi traído pelo partido ao qual se filiou e pelo qual se elegeu.

Basta buscar o noticiário da época, aqui mesmo no Blog, para comprovar que a Rede que filiou Styvenson, puxou o tapete dele e tentou a derrubada de sua candidatura.

Se para ajudar outro candidato…faltou essa resposta. Ficou no vácuo…

Achar que a publicação do Estadão é uma manchete jornalística, é desconhecer o fato jornalístico ocorrido no Rio Grande do Norte.

Mas o senador foi econômico ao fazer a correção e se limitou a dizer que quem escreveu isso não conhecia sua história.

Mas não sé só isso.

Não conhecia a história das eleições no Rio Grande do Norte onde o senador eleito com mais de 700 mil votos não traiu a Rede, mas caiu da Rede.

O Blog publicou tudo.

Desde o vídeo do presidente da Rede no RN, declarando que a candidatura dele seria uma espécie de candidatura avulsa, mesmo filiado ao partido, e os episódios em que o partido mudou de ideia, misteriosamente.

Também foi noticiado aqui que o senador já havia anunciado que deixaria o partido, independente de ter atingido ou não a cláusula de barreira.

O Blog não faz defesa do senador.

Faz sim, defesa da notícia publicada aqui.

Só para não confundir o leitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*