Thaisa Galvão

20 de fevereiro de 2019 às 15:56

Engenheira Larissa Dantas será empossada como presidente da Potigás na sexta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nomeada como diretora-presidente da Companhia Potiguar de Gás (Potigás), a engenheira civil e advogada Larissa Dantas Gentile, tomará posse na sexta-feira.

Ela será empossada pela governadora Fátima Bezerra, em solenidade no auditório da Escola de Governo, no Centro Administrativo, às 11h.

Larissa irá assumir a direção da Potigás com a missão de expandir os gasodutos de distribuição do gás natural canalizado para novos mercados.

Fátima e Larissa (Foto Ivanízio Ramos)

20 de fevereiro de 2019 às 9:24

Ministro Paulo Guedes diz que reconhece esforço do RN para enfrentar crise herdada “de gestões passadas” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

 

A governadora Fátima Bezerra considerou positiva a audiência com o ministro da Economia, Paulo Gudes.

“A conversa atende o que já estávamos programando desde que assumimos o governo: mostrar a necessidade imperiosa de quitar os salários dos servidores e pagar os fornecedores, entre outras coisas. E o ministro foi claro ao dizer: os estados que adotarem medidas de recuperação fiscal, de controle das despesas, terão acesso a um aporte de recursos extras mais substancial”, disse Fátima.

“O governo reconhece o esforço que estados como o Rio Grande do Norte vem fazendo para enfrentar a crise financeira herdada de gestões passadas”, declarou o ministro Paulo Guedes, adiantando que formatando um programa de socorro que atenda às necessidades daquelas unidades da federação menos endividadas com a União, mas que atualmente têm problemas para pagar salários e fornecedores em dia.

“De forma excepcional, a União vai conceder o aval e a gente vai ter acesso a um mercado financeiro, provavelmente com o Banco Mundial, um dos agentes financeiros envolvidos na questão. Isso não significa dizer que o Rio Grande do Norte vai se endividar mais. O Programa vai permitir que a gente troque os atuais credores do Estado, sobretudo os fornecedores, por um agente financeiro com capacidade de nos fornecer crédito por um prazo mais longo”, reforçou o secretário de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire.

“As circunstâncias financeiras críticas e excepcionais colocam em risco a capacidade do Estado de prover a manutenção dos serviços públicos essenciais à sociedade. Todas as nossas ações estão sendo desenvolvidas para reduzir o déficit sem a necessidade de aumentar a carga tributária. Daí a importante participação do Governo Federal”, acrescentou o senador Jean-Paul Prates.

Foto Vinicius de Borba

20 de fevereiro de 2019 às 9:15

Deputado Rafael Motta é escolhido coordenador da bancada do RN em Brasília [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Finalmente.

Depois de muita rabissaca, de um lado para o outro, a bancada do Rio Grande do Norte encontrou uma unanimidade: deputados e senadores escolheram o deputado Rafael Motta (PSB) como coordenador da bancada.

Nem Beto Rosado (PP) nem Benes Leocádio (PTC).

20 de fevereiro de 2019 às 9:01

Eudo Leite deverá ser reconduzido ao cargo de procurador-geral do MP [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já estão abertas as inscrições para quem quiser concorrer ao cargo de procurador-geral do Ministério Público no Rio Grande do Norte.

A eleição acontecerá em sessão extraordinária do Colégio de Procuradores de Justiça, no dia 11 de abril às 14 horas.

O atual procurador-geral, Eudo Leite, é o único candidato até agora e disputa reeleição.

Deverá ser reconduzido.

20 de fevereiro de 2019 às 8:18

Vereador Ney Júnior cobra cumprimento de lei que identifica torcedores em partidas de futebol [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O vereador de Natal, Ney Lopes Júnior (PSD) acionou a Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) para cobrar o cumprimento da Lei Municipal de sua autoria, que obriga que torcedores que adquirirem os ingressos para os jogos sejam identificados a partir da apresentação de documentos.

A cobrança de Ney Jr se deu na intenção que a lei seja cumprida já no clássico ABC X América, pela decisão do 1º turno do Campeonato Potiguar, logo mais às 20h30 na Arena das Dunas.

Segundo a lei, a identificação do torcedor deve constar no verso do ingresso.

20 de fevereiro de 2019 às 8:14

Pobre Brasil… [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os primeiros áudios divulgados pela revista Veja, ontem, comprovando as conversas entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o então ministro Gustavo Bebianno, negadas pelo filho do presidente, vereador Carlos Bolsonaro, mostravam um presidente firme em torno de temas que não concordava…

Porém, os áudios completos divulgados mais tarde mostraram mesmo foi um presidente firme em mostrar que os filhos terão poder, sim, na sua gestão.

O que não é bom para um Brasil que elegeu um presidente e, de brinde recebeu um vereador, um deputado e um senador…

Confira as conversas abaixo e decida quem é mais equilibrado.

Sobrou para o Brasil…cheio de problemas a serem resolvidos, envolvido em uma crise…conjugal.

 

Bolsonaro – “O Carlos incitando a saída é mais uma mentira. Você conhece muito bem a imprensa, melhor do que eu. Agora: você não falou comigo nenhuma vez no dia de ontem. Ele esteve comigo 24 horas por dia. Então não está mentindo, nada, nem está perseguindo ninguém.”

Bebianno – “Há várias formas de se falar. Nós trocamos mensagens ontem três vezes ao longo do dia, capitão. Falamos da questão do institucional do Globo. Falamos da questão da viagem. Falamos por escrito, capitão. Qual a relevância disso, capitão? Capitão, as coisas precisam ser analisadas de outra forma. Tira isso do lado pessoal. Ele não pode atacar um ministro dessa forma. Nem a mim nem a ninguém, capitão. Isso está errado. Por que esse ódio? Qual a relevância disso? Vir a público me chamar de mentiroso? Eu só fiz o bem, capitão. Eu só fiz o bem até aqui. Eu só estive do seu lado, você sabe disso. Será que o senhor vai permitir que eu seja agredido dessa forma? Isso não está certo, não, capitão. Desculpe.”

Bebianno – “Eu só prego a paz, o tempo inteiro. O tempo inteiro eu peço para a gente parar de bater nas pessoas. O tempo inteiro eu tento estabelecer uma boa relação com todo mundo. Minha relação é maravilhosa com todos os generais. O senhor se lembra que, no início, eu não poderia participar das reuniões de quarta-feira, porque os generais teriam restrições contra mim? Eu não entendia que restrições eram aquelas, se eles nem me conheciam. O senhor hoje pergunte para eles qual o conceito que eles têm a meu respeito, sabe, capitão? Eu sou uma pessoa limpa, correta. Infelizmente não sou eu que faço esse rebuliço, que crio essa crise. Eu não falo nada em público. Muito menos agrido ninguém em público, sabe, capitão? Então quando eu recebo esse tipo de coisa, depois de um post desse, é realmente muito desagradável. Inverta. Imagine se eu chamasse alguém de mentiroso em público. Eu não sou mentiroso. Ontem eu falei com o senhor três vezes, sim. Falamos pelo WhatsApp. O que é que tem demais? Não falamos nada demais. A relevância disso… Tanto assunto grave para a gente tratar. Tantos problemas. Eu tento proteger o senhor o tempo inteiro. Por esse tipo de ataque? Por que esse ódio? O que é que eu fiz de errado, meu Deus?”

Bolsonaro – “Ô, Gustavo, usar da… Que usou do Whatsapp para falar três vezes comigo, aí é demais da tua parte, aí é demais, e eu não vou mais responder a você. Outra coisa, eu sei que você manda lá no Antagonista, a nota (sobre Bolsonaro não atender Bebianno) foi pregada lá. Dias antes, você pregou uma nota que tentou falar comigo e não conseguiu no domingo. Eu sabia qual era a intenção, era exatamente dizer que conversou comigo e que está tudo muito bem, então faz o favor, ou você restabelece a verdade ou não tem conversa a partir daqui pra frente.”

Bolsonaro – “Querer empurrar essa batata quente desse dinheiro lá pra candidata em Pernambuco pro meu colo, aí não vai dar certo. Aí é desonestidade e falta de caráter. Agora, todas as notas pregadas nesse sentido foram nesse sentido exatamente, então a Polícia Federal vai entrar no circuito, já entrou no circuito, pra apurar a verdade. Tudo bem, vamos ver daí… Quem deve paga, tá certo? Eu sei que você é dessa linha minha aí. Um abraço.”

Bebianno – “Capitão, a nota do Antagonista que o senhor tá me acusando de ter plantado… Se o senhor olhar bem, eu localizei aqui e mandei pro senhor. Eu não plantei nada. Ela replica o que a Folha falou. Está escrito aqui: “segundo a Folha, segundo a Folha, o ministro Gustavo Bebianno tentou ligar para Jair Bolsonaro neste domingo para explicar o caso, mas o presidente não atendeu”. Quem mencionou isso não foi o Antagonista, foi a Folha. O Antagonista simplesmente replicou. Então, capitão, eu não plantei nada em lugar nenhum, tá? Abraço.”

Bolsonaro – “Bebianno, olha como você entra em contradição. Que seja a Folha. Se foi uma tentativa tua pra mim e eu não atendi… Eu não liguei pra Folha, eu não ligo pra imprensa nenhuma. Quem ligou foi você, quem vazou foi você. Dá pra você entender o caminho que você está indo? E você tem que fazer uma reflexão para voltar à normalidade. Deu pra entender? Vou repetir: se você tentou falar comigo, um pra um, se alguém vazou pra Folha, não fui eu, só pode ser você. Tá ok?”

Bebianno – “Não, capitão, não é isso, não. Eu não tentei ligar pro senhor, eu não falei, não vazei nada pra ninguém. Eu nem tentei ligar pro senhor. O senhor mandou um recado que era pra eu não ir ao hospital. Não fui e não liguei pro senhor nenhuma vez. Deixei o senhor em paz. É… Se eu tentei ligar uma ou duas vezes, também não me lembro pelo motivo que foi, é… Não é isso, não, capitão, tá? Eu não vazei nada pra lugar nenhum, muito menos pra Folha, com quem eu praticamente não falo. Abraço, capitão.”

Bebianno – “Em relação a isso, capitão, também acho que a coisa está… Não está clara. A minha tarefa como presidente interino nacional foi cuidar da sua campanha. A prestação de contas que me competia foi aprovada com louvor, é… Agora, cada Estado fez a sua chapa. Em nenhum partido, capitão, a nacional é responsável pelas chapas estaduais. O senhor sabe disso melhor do que eu. E, no nosso caso, quando eu assumi o PSL, houve uma grande dificuldade na escolha dos presidentes de cada Estado, porque nós não sabíamos quem era quem. É… Cada chapa foi montada pela sua estadual. No caso de Pernambuco, pelo Bivar, logicamente. Se o Bivar escolheu candidata laranja, é um problema dele, político. E é um problema legal dela explicar o que ela fez com o dinheiro. Da minha parte, eu só repassei o dinheiro que me foi solicitado por escrito. Eu tenho tudo registrado por escrito. Então é ótimo que a Polícia Federal esteja, é ótimo que investigue, é ótimo que apure, é ótimo que puna os responsáveis. Eu não tenho nada a ver com isso. É… Depois a gente conversa pessoalmente, capitão, tá? Eu tô vendo que o senhor está bem envenenado. Mas tudo bem, a minha consciência está tranquila, o meu papel foi limpo, continua sendo. E tomara que a polícia chegue mesmo à constatação do que foi feito, mas eu não tenho nada a ver com isso. O Luciano Bivar que é responsável lá pela chapa dele. Abraço, capitão.”

20 de fevereiro de 2019 às 7:40

Presidente da Câmara Paulinho Freire ressalta boa relação da Casa com o prefeito Álvaro Dias [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do presidente da Câmara, vereador Paulinho Freire (PSDB), sobre a mensagem do prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), lida na Casa na abertura dos trabalhos do ano legislativo nesta terça-feira:

“Nosso desejo é que ele possa realizar tudo que citou e ampliar ações já em andamento. Considero muito importante para o Município esse relacionamento respeitoso entre a Prefeitura e a Câmara Municipal de Natal. Iniciamos o ano com boas expectativas e esperançosos por um ano próspero para a nossa cidade”, afirmou Paulinho.

Foto Elpídio Jr

20 de fevereiro de 2019 às 7:33

Trabalho da vereadora Júlia Arruda nas comissões da Câmara é ampliado em 2019 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No primeiro dia do ano legislativo na Câmara Municipal de Natal, a vereadora Júlia Arruda (PDT) foi reconduzida à presidência da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida.

A parlamentar também permanece como membro da Comissão de Turismo, e ainda passa a integrar a Comissão de Indústria, Turismo, Comércio e Empreendedorismo.

“Na Comissão da Pessoa com Deficiência promovemos reuniões participativas com presença constante das entidades que atuam na área. Assim, acabamos também sendo um espaço de mobilização da rede e de visibilidade para tantas instituições que realizam um trabalho relevante e que, muitas vezes, não têm o devido apoio”, destacou Júlia, referindo-se ao ano de 2018.

A vereadora Júlia Arruda também continua como coordenadora da Frente Parlamentar Municipal em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, trabalho que realiza desde 2010, e agora assume a Frente da Mulher.

“Essa é uma pauta muito importante e significativa para o nosso mandato, e que talvez nunca tenha sido tão necessária. Agora vamos institucionalizar uma luta que é de toda a bancada feminina da Câmara Municipal e, sobretudo, de todas as natalenses”, afirmou a vereadora.

20 de fevereiro de 2019 às 0:36

Justiça manda soltar presidente da CNI e presidentes das federações de indústrias de Pernambuco, Paraíba e Alagoas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Justiça mandou soltar, na noite desta terça-feira, o presidente da Confederação Nacional das Indústrias e os presidentes das federações de indústrias de Pernambuco, Alagoas e da Paraíba, que haviam sido presos pela manhã em uma operação da Polícia Federal.

Foram liberados:

Robson Braga de Andrade – presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI);

Ricardo Essinger – presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe);

Francisco de Assis Benevides Gadelha – conhecido como Buega Gadelha, presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep) e um dos vice-presidentes da CNI;

José Carlos Lyra de Andrade – presidente da Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea);

Lina Rosa Gomes Vieira da Silva – empresária e publicitária, ligada à Aliança Comunicação;

Hebron Costa Cruz de Oliveira – advogado e presidente do Instituto Origami.

 

Permanecem em prisão temporária com prazo de cinco dias:

Luiz Otávio Gomes Vieira da Silva – empresário e um dos donos da Aliança Comunicação, que já havia sido preso pela PF em 2013, na Operação Esopo;

Jorge Tavares Pimentel Junior – empresário sócio da empresa Neves e Silva Produção;

Júlio Ricardo Rodrigues Neves – empresário sócio da Idea Locação de Estruturas e Iluminação;

Luiz Antônio Gomes Vieira da Silva – sócio da Aliança Comunicação.

*

A investigação aponta que um grupo de empresas, sob o controle de uma mesma família, vem executando contratos desde 2002 por meio de convênios tanto com o ministério quanto com o Sesi.

Eles receberam mais de R$ 400 milhões por esses serviços.

A investigação começou em 2014, a partir de uma empresa que recebia grande parte dos recursos para eventos culturais.

Um dos eventos que foram alvo da operação foi o festival Bonecos do Mundo, realizado pelo Sesi e idealizado por Lina Rosa Gomes.

Os irmãos Lina Rosa, Luiz Otávio e Luiz Antônio Gomes Vieira da Silva, sócios da Aliança Comunicação, principal empresa beneficiada com os supostos desvios e que teria celebrado vários contratos com o Sesi para desenvolver uma série de projetos culturais, como o Cine Sesi Cultural, o mais antigo em execução (desde 2002).

20 de fevereiro de 2019 às 0:25

Alvo da lava-jato, ex-senador tucano Aloysio Nunes Ferreira deixa cargo no governo de João Doria em São Paulo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Alvo de mandado de busca e apreensão em mais uma fase da operação lava-jato, nesta terça-feira, o ex-senador pelo PSDB de São Paulo, Aloysio Nunes Ferreira Filho, pediu demissão da presidência da InvestSP, agência paulista de promoção de investimentos, ligada à Secretaria da Fazenda, Planejamento e Gestão, chefiada por Henrique Meirelles no governo paulista.

Nunes Ferreira havia sido nomeado pelo governador João Doria (PSDB).

O ex-senador entregou carta a Doria…

Assim, tudo combinado, claro…já que não pegaria bem para o governo de São Paulo…

Em trecho da carta, Aloysio disse que ficou surpreso com a investigação da Polícia Federal.

“Como é de conhecimento de V. Exa., fui surpreendido hoje por um diligência da Polícia Federal em minha casa, em cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal.”