Thaisa Galvão

6 de março de 2019 às 19:15

PM assassinado faria 37 anos hoje e caso ainda não foi desvendado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Assassinado há dois meses, o PM João Maria Figueiredo, que atuou na segurança da campanha da governadora Fátima Bezerra, faria 37 anos hoje.

“Durante esses mais de dois meses, acompanhamos de perto as investigações e colaboramos no que foi possível. Também ajudamos na coleta de provas e apontamos linhas de investigação à equipe da Delegacia de Homicídios e de Proteção a Pessoa (DHPP), e ainda entregamos alguns relatórios, fruto de trabalho conjunto de policiais que compõem o movimento”, disse o policial civil Pedro Paulo, integrante do movimento ‘Policiais Antifascista’, que cobra resultados da investigação do caso.

“Já enfrentamos o desdém de colegas pelo caso, que cruelmente tentaram matar a reputação de Figueiredo numa demonstração de ódio do tamanho daqueles que desferiram três tiros no rosto do nosso companheiro, disse o delegado Fernando Alves.

Os integrantes do movimento dizem que não vão dar trégua. enquanto o caso não for solucionado.

O movimento dos policiais pode ser acompanhado pelo https://m.facebook.com/policiaisantifascismorn/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*