Thaisa Galvão

12 de março de 2019 às 15:58

Familiares de funcionário da Caern assassinado no ano passado querem solução para o caso [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De familiares e amigos do funcionário da Caern e ex-bancário Marcos Pontes, assassinado em setembro do a o passado aos 50 anos. 

Ele foi abordado por 4 homens armados na saída de um bar na Avenida Alexandrino de Alencar e o obrigaram a entrar em um carro.

Marcos foi morto com sete tiros.

Até agora o crime permanece um mistério:

#MarcãoEraGente

Era uma pessoa simples, trabalhava e amava a vida.

Chorou, sorriu, fez muitos planos, apenas alguns cumpriu.

Marcão era gente e não tinha nenhuma patente.

Não era um bicho raivoso, nem precisava ser abatido.

Tampouco uma peste ou doença, não precisava ser contido.

Marcão era gente e em suas veias corria sangue quente.

Nasceu, cresceu, multiplicou e morreu.

Nem tudo no seu tempo, nem devidamente.

Marcão era gente e era decente.

Não suportava falcatrua, nem nada irregular.

Ensinou sua família a ser gente e como se comportar.

Marcão era gente e, se estivesse aqui, faria diferente.

#MarcãoEraGente

Ajude a o alcance dessa publicação, a polícia precisa de mais informações, se você sabe de algo: DENUNCIE! COMPARTILHE!

Liguei pro disque denúncia! O número é 181 e a sua denúncia é anônima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*