Thaisa Galvão

25 de março de 2019 às 15:52

Decisão de desembargador mandando soltar Michel Temer repetiu argumentação do advogado Erick Pereira publicada no Blog neste domingo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem leu a decisão do desembargador do TRF2, Antônio Ivan Athiê, mandando soltar o ex-presidente Michel Temer e outros 7 presos na operação ‘Descontaminação’, (CONFIRA AQUI) entendeu que a decisão foi fundamentada nos mesmos argumentos do advogado Potiguar Erick Pereira.

No sábado, no programa .Questão de Justiça’, que apresenta semanalmente na rádio CBN Natal, Erick utilizou a análise que o desembargador só entendeu hoje.

Erick criticou a OAB, que oara ele, perdeu ‘mais uma vez uma grande chance’ de defender o direito de defesa.

Vale lembrar que Athiê havia se negado a julgar monocraticamente o habeas corpus da defesa de Temer, transferindo o julgamento para o Pleno, nesta quarta-feira (27).

Poréém, no fim de semana o desembargador federal entendeu que a prisão do ex-presidente ocorreu sem o acusado apresentar o direito de defesa.

Abaixo a declaração de Erick feita no sábado, e repercutida ontem aqui no Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*