Thaisa Galvão

28 de abril de 2019 às 12:43

RN se integra à campanha contra turismo sexual [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em respeito às mulheres, o Governo do Rio Grande do Norte entra na campanha contra o turismo sexual.

A governadora Fátima Bezerra postou a campanha:

A campanha vem sendo tocada por vários estados brasileiros.

A intenção é acabar com a farra de gringos que visitam o Brasil na intenção de ‘se aproveitar’ das mulheres.

28 de abril de 2019 às 12:38

Fátima incentiva grupo de teatro a pregar fim do feminicídio no RN e ressalta criação da 1ª delegacia de mulheres com atendimento 24 horae [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra lembrou, neste sábado, que sua gestão foi a primeira no estado do Rio Grande do Norte a instituir o atendimento 24 horas para uma Delegacia da Mulher.

A delegacia onde as mulheres podem denunciar agressões sofridas funciona ininterruptamente na zona Norte de Natal.

Fátima postou em suas redes sociais depois de ter assistido, neste sábado, no Teatro de Cultura Popular, ao espetáculo ‘Mulheres Invisíveis’, produzido e encenado pelo Grupo Estandarte de Teatro.

“Quero aqui parabenizar a direção e a produção, bem como o talentoso trabalho das atrizes numa temática tão atual, trazendo um debate mais do que nunca necessário. A sociedade precisa refletir sobre o feminicídio. Nós vamos apoiar o grupo Estandarte através da Secretaria de Mulheres, Juventude, Esporte e Direitos Humanos, para divulgar o trabalho e levar essa apresentação para o interior do estado”, postou Fátima.

‘Mulheres Invisíveis’ conta a história de um feminicídio contra 5 mulheres no município de Itajá (RN), ocorrido em 2015.

A peça tem direção de Jéfferson Fernandes e Lenilton Teixeira, e texto de César Ferrario.

No elenco as atrizes Dinha Vítor, Mayara Pontes, Mannalva Moura, Themis Suerda e Thayanne Percila.

A trilha sonora é assinada pelo cantor e compositor Luiz Gadelha.

Fotos Elisa Elsie

28 de abril de 2019 às 12:05

Mourão e Bolsonaro: dois anos de falsidade [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Amigos, amigos…mentiras à parte.

Pense numa falsidade entre esses dois que todo mundo sabe que todo mundo sabe…se odeiam.

O teatro narrado abaixo tem duas explicações:

O Capitão finge amar Mourão para não continuar perdendo espaço popular para o General, que depois de assustar muito (na campanha), passou a virar queridinho de brasileiros desenganados com os destinos do Brasil.

E Mourão sabe que se o presidente cair nos dois primeiros anos de gestão, o vice cai junto. Maasss, se o presidente cair dois anos depois de eleito, o vice assume. Daí a necessidade de passar dois anos na extrema falsidade.

Leia nota de Lauro Jardim, no Globo deste domingo:

28 de abril de 2019 às 11:58

Novo ministro da Educação quer limitar a apenas um curso o acesso de estudantes à universidade pública [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais uma das pérolas da Educação no Brasil, neste Dia da Educação, por Lauro Jardim, no Globo: