Thaisa Galvão

15 de junho de 2019 às 19:13

Sexta parte de vazamentos aponta Sergio Moro como coordenador da Lava Jato que perde em audiência nas redes sociais [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O site Intercept Brasil, que vem apresentando conversas vazadas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Lava Jato, publicou a “Parte 6” da série que vem garantindo audiência em todo o país.

De quem está do lado de Moro e Dallagnol, e de quem está contra a força-tarefa da Lava Jato.

Um levantamento apontou placar desfavorável à força-tarefa, como publicou hoje no Globo o colunista Ancelmo Góis.

O lote inédito de diálogos aponta Sergio Moro como coordenador da operação.

Pelo que foi divulgado, Moro teria pedido aos procuradores para que eles divulgassem uma nota à imprensa para rebater o que ele chamou de ‘showzinho’ da defesa do ex-presidente Lula.

Abaixo trechos soltos da Parte 6 da série campeã de audiência, com trechos que estão na íntegra no link em seguida.

CLIQUE AQUI para ler a SEXTA publicação do Intercept Brasil.

15 de junho de 2019 às 17:26

Governo apresenta propostas e mostra que não tem como aplicar reajuste de 60% sobre os salários como reivindicam os policiais militares [4] Comentários | Deixe seu comentário.

Os policiais militares aprovaram a paralisação geral na segunda-feira, mesmo depois de terem discutido com o Governo do Estado sobre reivindicações da categoria e terem recebido promessas para cumprimento de algumas.

Os militares fazem as contas e, somando as perdas acumuladas em governos passados, querem um reajuste de 60% do governo Fátima Bezerra.

São perdas que foram se ‘perdendo’, a cada governador que não conseguia fechar a conta.

Um reajuste de 60%, que é o que a categoria está reivindicando ao governo, é impossível de ser atendido, não só em um ano, mas em até 4 anos de uma gestão.

Não que os policiais militares não tenham direito.

Tem.

Mas levando em conta que a conta foi sendo deixada por vários anos, não há como cobrá-la de uma vez, de um governo que pegou o Estado quebrado, com fornecedores sem receber e com 4 folhas de salários em atraso.

De um estado onde os servidores tentam botar em dia as contas do plano de saúde (muitos cancelaram), da escola dos filhos, do cartão de crédito…

Servidores que, sem conseguir botar suas contas em dia, tendo ainda a receber três salários atrasados (o governo conseguiu quitar uma das 4 folhas atrasadas), temem ficar sem segurança, caso depois da paralisação de segunda-feira, os militares resolvam entrar em greve.

Os servidores com 3 salários em atraso, temem que interesses políticos de prováveis candidaturas, contaminem toda a categoria militar que mesmo com seus salários em dia, cruze os braços e deixe a população sem segurança.

Nesta sexta-feira, o Governo apresentou algumas propostas aos policiais militares.

– Plano de redução das distorções das carreiras da Polícia Militar e da Polícia Civil, representando um incremento nos salários dos policiais militares.

– Criação de um calendário para pagamento das promoções de carreira.

– Contratação de 1.000 novos policiais militares, assim que forem resolvidos os trâmites do último concurso.

-Salários dos policiais se mantendo pagos no meio do mês trabalhado.

-Investimento de R$ 3 milhões por mês em diárias operacionais, garantindo mais renda para os agentes e segurança para a população.

Foi isso que o Governo apresentou.

É isso o que o Estado pode prometer e cumprir.

A reunião de ontem com representantes da categoria militar teve do lado do governo a participação dos secretários de Administração, Virgínia Ferreira e de Planejamento Aldemir Freire.

Quem sabe um contato do titular da Segurança, Coronel Araújo, com a categoria, poderia fazê-la entender melhor sobre as dificuldades do Estado.

Araújo tem o respeito e a credibilidade dos militares.

Talvez fosse ele o mais indicado para negociar.

15 de junho de 2019 às 15:07

Classe política se solidariza com a família de Allan Darlyson e se despede do jornalista no velório em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Assembleia Legislativa, de onde Allan era servidor, como assessor do deputado Ubaldo Fernandes, emitiu nota se solidarizando com os familiares e amigos do jornalista.

“O Poder Legislativo – em nome do presidente, Ezequiel Ferreira, dos deputados estaduais, servidores e amigos assessores de Comunicação da Casa – se solidariza com todos neste momento de dor, na certeza de que ele lutou e agora descansa em paz”, ressaltou a nota.

O presidente Ezequiel e os deputados Ubaldo e Hermano Morais estiveram no velório.

Na última edição de homenagens pelo Dia do Jornalista na Assembleia, Hermano escolheu Allan como seu homenageado.

O ex-deputado Gustavo Fernandes, de quem Allan foi assessor na Assembleia, também foi se despedir no velório.

Também assessorado por Allan em Brasília, o deputado federal Beto Rosado foi se despedir do jornalista.

A Câmara Municipal de Natal também prestou condolências à família de Allan Darlyson, ressaltando sua passagem pela Casa.

“Na Câmara Municipal de Natal atuou nas assessorias do então vereador Ubaldo Fernandes, hoje deputado estadual, e da vereadora Nina Souza. Consternados, vereadores e servidores da Câmara Municipal de Natal, externam seu voto de pesar”, disse a nota do legislativo natalense.

Os vereadores Nina Souza e Maurício Gurgel compareceram ao velório de Allan.

O prefeito Álvaro Dias se uniu à gestão municipal para lamentar a “precoce partida” do jornalista.

“Além de se destacar no ofício, marcou sua passagem neste plano por uma imensa grandeza humana e pela capacidade de construir amizades”, disse a nota emitida pela Prefeitura.

Representando o Governo do Estado, a secretária de Comunicação, Guia Dantas, foi ao velório de Allan, de quem era amiga.

Do interior, onde cumpria agenda administrativa, a governadora Fátima Bezerra se pronunciou no Twitter:

O Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Norte também manifestou solidariedade ‘aos familiares, amigos e admiradores do trabalho desenvolvido por ele com tanta paixão, firmeza, responsabilidade e ética’.

“Neste dia o jornalismo potiguar perde um dos seus talentos promissores, mas certamente Allan Darlyson nos deixa sua persistência, força e comprometimento como exemplos da luta e do bom combate a serem seguidos”, disse a nota do sindicato, que no velório também foi representado pelo presidente Breno Perrucci.

Jornalistas de todas as gerações se despediram do colega de profissão, que entre 9h30 e 13h foi velado em Natal e depois seguiu para ser sepultado em sua cidade natal, São João do Sabugi.

15 de junho de 2019 às 10:05

Velório do jornalista Allan Darlyson em Natal será encerrado às 13 horas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O corpo do jornalista Allan Darlyson começou a ser velado no Centro de Velório Morada da Paz da rua São José, em Natal, onde permanecerá até as 13 horas.

De lá partirá para São João do Sabugi, cidade onde nasceu e onde será enterrado.

15 de junho de 2019 às 9:44

De quando o guerreiro jornalista Allan Darlyson se despediu da guerreira Wilma de Faria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Há exatos dois anos, o jornalista Allan Darlyson se despedia da ex-governadora Wilma de Faria, de quem era admirador, com um texto postado em seu instagram…

Um texto que terminava com um trecho que hoje pode ser muito bem dirigido a ele.

Vai Guerreiro…

Wilma se foi no dia 15 de junho de 2017.

Allan no dia 15 de junho de agora…

O corpo está sendo velado no Centro do Morada da Paz, na rua São José, em Natal, e às 13 horas seguirá para São João do Sabugi, cidade onde nasceu e onde será enterrado.

15 de junho de 2019 às 9:37

E o jornalista Allan Darlyson foi cumprir uma pauta no céu [3] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de uma batalha contra o câncer que durou pouco mais de um ano, o jornalista querido Allan Darlyson se foi.

Morreu na madrugada.

Estava internado na Promater.

Foram dias na UTI, nessa etapa das muitas internações e cirurgias – e um momento numa suíte do hospital para se despedir da família e dos amigos.

Os médicos sabiam que a hora havia chegado e que não seria justo ele partir sozinho, no escuro de uma unidade de terapia intensiva.

Ganhou vida. Recebeu amigos, comeu os pratos que desejou, tomou coca-cola.

Os olhos verdes brilharam quando no domingo passado, na hora do seu almoço, a bandeja trazia uma lata de coca-cola.

Um desejo tão simples, talvez dos últimos mais importantes de Allan.

Menino guerreiro, posicionado, politizado, anti-PT declarado, que tinha muita coisa ainda a acrescentar a esses substantivos, pois em novembro ainda iria fazer 31 anos.

Se foi aos 30.

Um menino.

Que no pouco tempo de prática do jornalismo, fez tudo o que queria.

Foi repórter, colunista, marqueteiro, assessor de imprensa na Câmara de Natal, na Assembleia Legislativa, na Câmara Federal em Brasília.

Circulou pelos roteiros da política como o Congresso Nacional e o Palácio do Planalto.

Tudo muito rápido, como quem tinha pressa para encher o currículo e partir cheio de títulos.

Ele não queria ser somente o Allan querido pelos amigos de sua cidade São João do Sabugi, lá no meu Seridó.

Ele queria conquistar o mundo e nele ser reconhecido.

Na política atuou até se despedir.

Já doente fez marketing político e se entregou à blogosfera, com seus comentários picantes e bem informados.

Se foi sendo Jornalista.

Quando o visitei no domingo passado, fui alertada que ele poderia nem me reconhecer, devido os remédios fortes que estavam lhe segurando nesses últimos dias.

Allan me recebeu com brilho nos olhos e o tempo todo falou do Blog, do que ele gostava, da forma como eu me posicionava.

Citou textos, inclusive, postados por mim.

Meu amigo também se despediu de mim.

Deus hoje recebe um menino guerreiro completo.

Que foi levando daqui as melhores notícias, a mais pura energia, os maiores sonhos…

Vai em Paz meu amigo, cumprir a sua pauta no céu.

E vê se depois me passa aquela notícia “só pra mim”, “em primeira mão”, que você costumava passar de São João do Sabugi, de Natal ou de Brasília.

Partindo para mais um sonho realizado

Na visita de domingo com a amiga Marília Rocha, pouco antes de partir para a eternidade

15 de junho de 2019 às 0:33

Prefeito Paulinho pede ao DER para modificar modelo de paradas de ônibus que estão sendo construídas em São Gonçalo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulinho Emídio, protocolou ofício no DER, solicitando providências para que os pontos de ônibus da RN-160, que corta o município, sejam reestruturados e atendam às necessidades dos usuários.

De acordo com o prefeito, os pontos que estão sendo instalados não são adequados para abrigar os passageiros.

“O diretor Manoel Marques informou que o modelo da parada que está sendo construída é padrão do Banco Mundial, mas que vai reunir técnicos e representantes para discutir e tentar atender nosso pedido”, disse Paulinho. 

Foto Isaías Carlos