Thaisa Galvão

19 de junho de 2019 às 11:52

Possível relação de Moro com Fernando Henrique Cardoso ilustra a Parte 7 dos vazamentos do site The Intercept [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O site The Intercept Brasil lança nova leva de prints do que seriam conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador da força-tarefa da Lava Jato Deltan Dallagnol.

Nas conversas divulgadas pelo site, foi apontada uma relação mais do que próxima entre Moro e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, citado em alguns momentos da Lava Jato.

Abaixo um trecho de uma conversa:

 

Moro – 09:07:39 – Tem alguma coisa mesmo seria do FHC? O que vi na TV pareceu muito fraco?
Moro – 09:08:18 – Caixa 2 de 96?
Dallagnol – 10:50:42 – Em pp sim, o que tem é mto fraco
Moro – 11:35:19 – Não estaria mais do que prescrito?
Dallagnol – 13:26:42 – Foi enviado pra SP sem se analisar prescrição
Dallagnol – 13:27:27 – Suponho que de propósito. Talvez para passar recado de imparcialidade
Moro – 13:52:51 – Ah, não sei. Acho questionável pois melindra alguém cujo apoio é importante

 

CLIQUE AQUI e acesse todas as reproduções de conversas incluídas na Parte 7 da novela que ninguém sabe aonde vai parar.

19 de junho de 2019 às 5:55

Minuto da Câmara: Prestando Contas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Após quatro sessões ordinárias, a Câmara Municipal de Natal aprovou em definitivo o Projeto de Lei que regulamenta a atividade dos motoristas por aplicativo. O texto apresentado pela vereadora Nina Souza (PDT), traz adequações como a que proíbe o poder público de limitar o número de profissionais em atuação.

Essa e outras notícias no Minuto da Câmara, um resumo do trabalho do legislativo municipal de Natal.

Acompanhe:

19 de junho de 2019 às 3:15

Governadora Fátima baixa o imposto sobre combustível de aviação na tentativa de atrair mais voos para o RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra assinou decreto estabelecendo novas regras para reduzir o imposto cobrado sobre o preço dos combustíveis de aviação.

Na gestão passada o governador Robinson Faria baixou a alíquota de 17% para 12%.

Pelas normas do governo Fátima, o índice pode chegar a zero.

Se não baixar as tarifas aéreas, como se esperou que acontecesse nos últimos 4 anos, pelo menos poderá atrair mais voos para o Rio Grande do Norte.