Thaisa Galvão

9 de julho de 2019 às 21:24

Ministro do TST, potiguar Emmanoel Pereira tem nome aprovado para compor vaga do tribunal no CNJ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do portal do Senado:

O senado aprovou com 64 votos favoráveis, 7 contrários e 1 abstenção, a indicação do ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Emmanoel Pereira, para ocupar a vaga do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), destinada ao tribunal.

O ministro está no TST desde 2002, já foi consultor jurídico da Câmara Municipal de Natal e procurador-geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Atualmente atua como membro do Conselho da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho.

Em sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) no início de julho, Pereira lembrou que, há 17 anos, também foi sabatinado no Senado quando da sua indicação a ministro do TST e foi recebido pelo ex-senador Ramez Tebet (1936-2006).

Desta vez, ele foi recebido pela senadora Simone Tebet (MDB-MS), atual presidente da CCJ e filha do ex-senador.

Na sabatina, o ministro relatou aos senadores suas principais atividades no CNJ, como a criação da Comissão de Conciliação. Hoje, são 36 comissões no país.

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) defendeu a indicação do ministro.

“Expresso meu voto favorável à indicação não somente pelo apreço pessoal que tenho pelo ministro, mas também pela certeza do alto grau de competência que ele expõe”, explicou, em declaração no Plenário.

Também o senador Eduardo Braga (MDB-AM), que relatou a indicação do ministro, se manifestou de forma favorável.

“O ministro tem uma vida dedicada à legislação, ao judiciário e ao TST e agora, mais uma vez, é exemplo do trabalho bem sucedido […], porque o filho do ministro Emmanoel (Emmanoel Campelo), já cumpriu mandato no CNJ com apoio do Senado. Dessa feita, o nosso ministro Emmanoel Pereira vai ao CNJ”, celebrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*