Thaisa Galvão

29 de agosto de 2019 às 16:23

Em Caicó e Timbaúba dos Batistas só se fala na nomeação de Marcelo Barros para desembargador do TRT-21 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No circuito Caicó-Timbaúba dos Batistas, já se dá como certa a nomeação, pelo presidente Jair Bolsonaro, do advogado Marcelo Barros como desembargador federal do Tribunal Regional do Trabalho no Rio Grande do Norte.

Barros foi o primeiro da lista sêxtupla e o primeiro da lista tríplice, na indicação da OAB, pelo Quinto Constitucional, para compor vaga no TRT-21.

A indicação por enquanto está parada por determinação do Conselho Nacional de Justiça, que entendeu que na escolha da lista tríplice houve irregularidade.

A decisão do CNJ se deu com base em ação do advogado Eduardo Rocha, que se sentiu prejudicado diretamente pelo presidente do Tribunal, Bento Herculano.

Voltando ao circuito Caicó-Timbaúba…

Marcelo Barros tem laços familiares em Timbaúba.

E seus familiares tem laços bem estreitos com o General Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, o General Ramos, atual ministro da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro.

E a relação do General ministro com o Rio Grande do Norte continua bem afinada, como mostra o discurso do General na posse como ministro, tendo na plateia uma comitiva de Caicó e Timbaúba.

Há quem diga que, mesmo sem ter recebido a lista, o presidente Bolsonaro já sabe quem será o desembargador do TRT-21.

 

Confira trecho do discurso do ministro em dia de posse:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*