Thaisa Galvão

20 de outubro de 2019 às 5:15

Mortandade de tartarugas em praias do Nordeste não sensibilizou nem a unidade paulista do Projeto Tamar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como misteriosamente as manchas de óleo (piche) só aparecem nas praias do Nordeste, as outras regiões do Brasil parecem desconhecer o problema.

Nem mesmo os movimentos que cuidam de preservação de tartarugas, como o Projeto Tamar, parecem preocupados em chamar atenção de autoridades nacionais e internacionais para o desastre ambiental que vem matando tartarugas pela costa nordestina.

Na unidade paulista do Tamar, em Ubatuba (SP), a mortandade de tartarugas ainda não preocupa.

A unidade tem a preocupação de mostrar como preservar as tartarugas, mas não despertou para o que poderia ser o seu papel: de gritar pela preservação das tartarugas que não estão no seu entorno.

As tartarugas que morrem no Nordeste…

Ah, isso é lá no Nordeste…

Ex-apresentadora da TV Globo, a jornalista Carla Vilhena foi ao Projeto Tamar de Ubatuba neste sábado, mostrou o trabalho de preservação…mas não tocou no problema que atinge as tartarugas que apenas passam pelos mares do Nordeste, mas são, na realidade, tartarugas dos mares do mundo.

Nos stories, a jornalista falou sobre preservação, mas sem citar o problema que está matando tartarugas no Brasil.

No instagram, questionei a jornalista…

E ela argumentou que não estava no Nordeste…

A imagem do Nordeste que parece não sensibilizar nem mesmo o Projeto Tamar na sua unidade do litoral de São Paulo.

O vídeo é deste sábado, numa praia de Alagoas.

No Nordeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*