SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral3(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • Jimmy Vitara
  • dezembro 2014
    S T Q Q S S D
    « nov    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • @thaisagalvao

    • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral2(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
      • Grand Vitara

      O PT, que já gosta de uma plenária, tem se reunido um bocado.
      Tudo para indicar nomes para as pastas que foram oferecidas pelo Governo Robinson.
      Já definida a Educação, onde a senadora eleita Fátima Bezerra perdeu para o deputado reeleito, Fernando Mineiro, a indicação do secretário de Educação.
      Como o PT de Mineiro é maioria dentro da comissão do partido, as indicações dele serão sempre as escolhidas, daí Fátima não indicar mais nada a partir de agora.
      Outros nomes já começam a surgir nas plenárias.
      Para a Cultura, apesar de circular que o indicado de Mineiro poderia ser o ex-presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, dois nomes já surgiram para serem debatidos: dos artistas Dico e Gilson Matias.
      Gilson foi chefe de gabinete da Fundação (2007 a 2010), foi assessor da secretaria adjunta do Ministério da Educação, e é coordenador do escritório do Ministério da Cultura para o Nordeste, em Recife.

      Para a Secretaria de Reforma Agrária (Seara), que também será indicação do PT, surge o nome de Valmir, que atua em Mossoró.

      Para a Emater, também na cora petista, ainda não vazou nomes.

      Para a pasta da Mulher, que ainda não existe, mas deverá ser criada, já que o governador Robinson Faria tem falado, o nome, aparentemente de consenso dentro do PT, é o de Teresa Freire, mulher do vereador Hugo Manso.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      • Proviagens 80 dias

      De Vera Magalhäes, na coluna Painel, da Folha de hoje:

      Rei morto A citação de Henrique Alves (PMDB-RN) na delação de Paulo Roberto Costa deu fôlego à defesa feita por parte da bancada do partido de que seja indicado um deputado com mandato para o ministério de Dilma.

      Rei posto Nesse plano, ganhou força o lobby em favor do deputado Pedro Paulo, que contemplaria tanto a bancada quanto o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, queridinho da presidente.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • Home Angels
      21
      dez

      O nome do técnico do Ministério da Educação, Chagas do PT, não era o que o Sinte (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) queria para a Educação do Estado.
      Ligado à deputada-senadora Fátima Bezerra, o Sinte esperava que o PT emplacasse o também técnico do MEC, Getúlio Marques.
      A insatisfação do Sinte poderá se traduzir em greves….
      Greves que poderiam não acontecer, caso o sindicato se sentisse prestigiado.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;
      • L200 Top Car

      A deputada federal Fátima Bezerra (PT) já havia dito ao governador Robinson Faria: só queria fazer uma única indicação para o Governo.
      Fátima queria indicar apenas a Educação.
      Com 800 mil votos, tinha cacife para emplacar Getúlio Marques sem adversários dentro da comissão interna do PT.
      Não conseguiu.
      E apesar de aliada, não indicará mais ninguém.
      Respaldará o que for definido em plenária daqui pra frente.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;
      • D' Amis - Moda Feminina

      E na primeira disputa entre o PT de Fátima Bezerra e o PT de Mineiro, na formação do secretariado do governo Robinson Faria…ganhou o PT de Mineiro.
      E quando todo mundo acreditava que a secretaria de Educação caberia a Fátima, eis que a comissão interna do PT escolheu o indicado de Mineiro.
      E o secretário de Educação do Estado não será Getúlio Marques, o responsável pela ampliação do projeto de Institutos Federais.
      Será o de Mineiro: Chagas do PT, atual secretário nacional de Educação, Chagas do PT.
      Potiguar que atua no MEC desde o governo Lula.
      Nas internas, grupo de Fátima in-sa-tis-fei-to!!!

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      20
      dez

      Os nomes do Governo de Robinson Fariaoi

      20 de dezembro de 2014 às 19:27 — Comente aqui

      O governador Robinson Faria trabalha intensamente para fechar mais nomes para o seu secretariado.
      E se o calo no sapato parecia ser a Saúde, que já estaria fechada com o médico Ricardo Lagreca, passa agora a ser do Planejamento.
      Onde são muitas as palavras e muitas as informações em torno das idas e vindas da economista Virgínia Ferreira, que hoje está mantida no Planejamento da Prefeitura de Natal.ok

      E mais nomes surgem no cenário estadual.
      O secretário de Desenvolvimento de Mossoró, Mairton França, é o indicado do prefeito Francisco José Júnior para a Secretaria de Recursos Hídricos.

      Na Segurança, que já está certo com a delegada Kalina Leite, o nome do comandante do Policiamento Metropolitano, Coronel Alarico Azevedo é cotado para a chefia de gabinete da Segurança.
      E o Coronel Araújo, que já estaria fora do Governo a partir de primeiro de janeiro, deverá permanecer no Comando Geral da Polícia Militar nos primeiros meses da gestão Robinson Faria.
      E como o Blog já informou, o adjunto da Segurança deverá ser um delegado da Polícia Federal.
      Para o Itep, outro nome da Polícia Federal.
      Braço direito de Robinson há vários anos, Magaly Cristina é o nome discutido no momento para a pasta da Administração.
      Como o Blog disse desde sempre, o ex-titular da Administração, Paulo César Medeiros nunca deixou qualquer convite andar mais de meio metro, pois sua permanência como sub secretário de Planejamento do Rio de Janeiro já era certa desde que o governador Pezão foi reeleito,
      A jornalista Geórgia Nery vai para a Comunicação.
      Para a Educação, como o Blog publicou em primeira mão, Getúlio Marques foi o nome indicado pela senadora diplomada Fátima Bezerra para aprovação da comissão interna do PT.
      Fundação José Augusto: a indicação caberá ao PT do deputado Fernando Mineiro, que, quando teve a missão de compor o mesmo cargo, indicou o mossoroense Crispiniano Neto.
      Será?
      Outro fiel escudeiro de Robinson, Jáder Torres, que passou pelo DER e Recursos Hídricos, é visto como dono de perfil para Infraestrutura e Obras.
      Marcelo Toscano, que está deixando a Semurb, da Prefeitura, é o nome de Robinson para a Caern.
      Para o Detran vai Marcos Freire – Marquinhos Beleza.
      Para a Potigás vai o empresário Beto Santos.
      Para o Turismo, Ruy Gaspar.
      A advogada Tatiana Mendes Cunha está confirmada para a Casa Civil, que não terá a função política que sempre teve.
      Passará por uma reforma seguindo moldes, por exemplo, do Ceará, onde é meramente burocrática.
      O advogado-jornalista Luiz Henrique será Secretário Executivo.
      José Alves, Assessor Especial.
      O procurador-geral será Francisco Wilkie.
      O vereador George Câmara é o nome do PCdoB para o Governo e ao partido tem sido oferecida a secretaria de Esportes.
      O nome se fortalece com o Ministério de Esportes comandado pelo partido.
      Julianne Faria, mulher de Robinson Faria, é o nome para a área social, estando já confirmada na Secretaria de Trabalho e Assistência Social.
      Relações Institucionais: Hudson Pereira de Brito.
      Para a Secretaria de Justiça e Cidadania, surgiu o nome do ex-titular da pasta, Leonardo Arruda Câmara.
      Tio da mulher do ex-candidato Henrique Alves, pai da vereadora henfiquista Júlia Arruda, Leonardo votou em Robinson, seguindo a mesma linha do irmão prefeito de No a Cruz, Cid Arruda.
      Leonardo tem negado a quem lhe pergunta.
      Mulher de Cid, Valéria Arruda, que já foi do DER, teve nome cotado para voltar, mas Cid garantiu ao Blog que ela permanecehe ajudando em Nova Cruz.
      Segundo suplente da semadora Fátima Bezerra, Theodorico Bezerra é o nome da Ceasa.
      Para o Ipem, o nome da vez é ondo advogado Ney Lopes Júnior.
      No Ipern, José Marlúcio deverá ser mantido.
      A Emater, Reforma Agrária e Mulher serão ocupdas pelo PT.
      Algumas pastas importantes ainda não tem nomes, mas por enquanto, a pergunta que não quer calar: quem vai para o Planejamento?

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 5,1;
      • Novo CEI
      20
      dez

      D’O Estado de São Paulo:

      Tudo isso é coisa requentada’, diz Henrique Alves

      BRASÍLIA

      O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), disse não ter “a menor ideia” se os depoimentos do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef podem alterar a composição do ministério.

      “Esse depoimento do Paulo Roberto é de uma irresponsabilidade absurda. Rebato isso com muita indignação”, afirmou Alves ao Estado. Derrotado na eleição para o governo do Rio Grande do Norte, Alves minimizou o impacto da denúncia de que teria recebido propina. “Tudo o que está saindo é coisa requentada”, insistiu, ao questionar o teor do vazamento da delação premiada de Costa.

      Na quinta-feira, quando o Estado revelou que o ex-diretor da Petrobrás incluíra o seu nome na lista de aliados do governo beneficiados pelo esquema de desvio de recursos na estatal, Alves divulgou uma nota à imprensa, na qual cobrou a verificação das provas.

      “Diversas supostas listas têm sido divulgadas pelos mais variados veículos de comunicação nas últimas semanas. Não há qualquer hipótese de verdade no envolvimento do meu nome com irregularidades cometidas na Petrobrás e repilo, mais uma vez, qualquer insinuação nesse sentido”, escreveu o presidente da Câmara. “Reitero que delação premiada é um instrumento que beneficia o réu, não deve ser tomada como prova de verdade. Para isso, há a investigação séria dos órgãos competentes.”

      Alves conversou ontem com o vice-presidente Michel Temer e afirmou ter certeza de que seu nome foi “plantado” na lista para prejudicá-lo.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 6,1;
      20
      dez

      Diminui chance de Henrique ser ministro

      20 de dezembro de 2014 às 16:35 — Comente aqui

      D’O Estado de São Paulo:

      Lista de ex-diretor que cita políticos faz presidente reavaliar reforma ministerial

      VERA ROSA

      Dilma revê nomes para o primeiro escalão do segundo mandato após ‘Estado’ revelar relação com 28 autoridades apontadas por Paulo Roberto Costa como beneficiários de esquema de corrupção na estatal; presidente da Câmara deverá ser preterido

      BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff decidiu reavaliar os nomes que comporão o Ministério do segundo mandato, após tomar conhecimento da lista de 28 políticos citados pelo ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa como beneficiários do esquema de corrupção na estatal, conforme revelou o Estado. Antes cotado para o primeiro escalão do governo, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), deve ser a primeira vítima da “lupa” de Dilma.

      Embora o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, só vá pedir a abertura de inquérito e oferecer denúncia contra políticos envolvidos na Operação Lava Jato em fevereiro de 2015, a presidente não quer chamar para a equipe nomes sob suspeita. Alves perdeu a eleição para o governo do Rio Grande do Norte e, até agora, tinha cadeira garantida no Ministério do Turismo ou na Secretaria dos Portos, a partir de 2015.

      Na avaliação de Dilma, ignorar os depoimentos das delações premiadas à Polícia Federal seria o mesmo que arrastar o escândalo da Petrobrás para dentro do Palácio do Planalto. Em público, a presidente tem dito que é preciso aguardar as provas, mas, na prática, avisou que não vai correr os mesmos riscos de seu primeiro ano de governo, em 2011, quando sete ministros foram abatidos na “faxina” ética, seis deles no rasto das denúncias de corrupção.

      Na lista dos políticos acusados por Costa de receberem repasses do esquema na Petrobrás, 8 são do PT, 8 do PMDB, 10 do PP, 1 do PSB e 1 do PSDB. O Planalto tem certeza de que os nomes divulgados pelo Estado compõem mesmo a lista sob análise de Janot, a ser reforçada com outras delações, como a do doleiro Alberto Youssef (mais informações na pág. A6).

      O ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci (PT), coordenador da campanha de Dilma na eleição de 2010, e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também foram mencionados no depoimento de Costa e negaram “com veemência” a denúncia.

      Renan tem apadrinhados no governo, como o atual ministro do Turismo, Vinícius Lages. De acordo com auxiliares de Dilma, porém, a inclusão do aliado na lista de Costa não afetará a escalação do Ministério. Mesmo assim, há preocupação no Planalto com o impacto das delações na campanha de Renan para se reeleger presidente do Senado, em fevereiro de 2015.

      O governo vive tempos difíceis no relacionamento com a base aliada no Congresso e, para piorar o quadro, o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), é favorito para comandar a Casa. Desafeto de Dilma, Cunha disputará a sucessão de Henrique Eduardo Alves à presidência da Câmara contra os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Júlio Delgado (PSB-MG).

      A expectativa dos adversários de Dilma é a de que a Operação Lava Jato alveje muitos aliados até fevereiro. Na quarta-feira, a presidente não escondeu os problemas para montar a equipe ao ser questionada pela colega da Argentina, Cristina Kirchner, se anunciaria logo os novos ministros. “Você não sabe como é difícil no Brasil”, desabafou ela.

      O vice-presidente Michel Temer, que comanda o PMDB, deve conversar com Dilma na segunda-feira sobre a composição do Ministério e já marcou uma reunião, no mesmo dia, com a bancada da Câmara.

      O PMDB quer ampliar o espaço no primeiro escalão, de cinco para seis cadeiras. Atualmente, o partido controla Minas e Energia, Previdência Social, Agricultura, Turismo e Aviação Civil, mas está de olho no Ministério da Integração Nacional, também cobiçado pelo Pros – que já dirige a pasta – e pelo PP.

      Henrique Eduardo Alves já havia dito que não queria ficar com o “abacaxi” da Previdência, ministério hoje dirigido por seu primo, o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN). Diante de sua recusa, o governo planejava escalá-lo para Turismo ou Secretaria dos Portos.

      O líder do PMDB no Senado, Eduardo Braga (AM), é cotado para ocupar Minas e Energia no lugar de Edison Lobão – outro citado por Costa e Youssef como beneficiários do esquema de desvio de recursos na Petrobrás. Até hoje, a senadora Kátia Abreu (TO) é o único nome do PMDB confirmado por Dilma para a equipe. Kátia controlará Agricultura, mas o PMDB alega que ela é da “cota pessoal” da presidente e não representa o partido na Esplanada.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 7,1;
      • DNA Center
      20
      dez

      Estadão também mostra Garibaldi na agulha

      20 de dezembro de 2014 às 16:29 — Comente aqui

      O que o Blog e a torcida do Flamengo vem prevendo, o Estadão publica hoje.
      Garibaldi na agulha…
      Leia:

      Expectativas confirmadas
      JOÃO BOSCO RABELLO

      A se confirmar no curso do inquérito a ser aberto pelo Supremo Tribunal Federal o envolvimento dos parlamentares citados pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, publicados hoje com exclusividade pelo jornal O Estado de S.Paulo, tem-se, pelo menos, um problema já para o futuro ministério da presidente Dilma Rousseff, e um caminhão de dramas para PT , PMDB e PP.
      O ainda presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que rejeita o ministério da Previdência, que seu partido que trocar pelo da Ciência e Tecnologia, passa a ser inconveniente para a escalação prevista no segundo mandato presidencial.
      Ainda que o inquérito forneça elementos para que sua menção não tenha a dimensão que projeta, a simples inclusão nas investigações de seu nome representa sério obstáculo à sua nomeação.

      Sem mandato, Alves será processado na primeira instância. Se ministro, permanecerá na leva que tem a prerrogativa de foro especial, portanto, no STF.
      Não é de se imaginar que a presidente reeleita, em conjuntura política e econômica de crise, possa se dar ao luxo de ter um ministro investigado. Falta ainda o conteúdo da delação premiada de Alberto Yousseff, já reconhecida pelo Procurador Geral, Rodrigo Janot, que pede sua homologação ao ministro do Supremo, Teori Zavascki, que pode acrescentar outros nomes ministeriáveis.

      Os nomes de Costa confirmam o número de parlamentares que denunciou – “algumas dezenas” -, mas não esgotam a relação de envolvidos. Do PP, por exemplo, o ex-diretor cita 10 nomes, mas Yousseff já declarara que do partido só se salvam “uns dois ou três”.
      Assim como concorrem no tamanho das bancadas no Congresso, PT e PMDB empatam nas citações de Costa – com oito nomes cada um. Tanto um quanto outro, porém, têm entre os citados lideranças expressivas das legendas, dentro e fora do Congresso, como os senadores Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR), e Waldir Raupp (RO) , os ex-governadores Sérgio Cabral (RJ) e Roseana Sarney (MA) e o ministro Edison Lobão, das Minas e Energia, que deve retornar ao Senad, no caso do PMDB.

      O PT concorre com o rival no governo também em figuras emblemáticas da legenda. O seu líder Humberto Costa (PE) puxa a fila do Senado, onde entram ainda a ex-ministra da Casa Civil de Dilma, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), Delcídio Amaral (MS) e Lindbergh Farias (RJ), além do governador do Acre, Tião Viana e o deputado Cândido Vacarezza (SP), que não se reelegeu e já está citado também por Meire Pozza, ex-contadora de Yousseff, por suposto envolvimento em desvios no Instituto de Previdência do Tocantins.
      O cruzamento dos nomes dos três principais partidos reúne 26 políticos, entre parlamentares , ministros, ex-ministros e ministeriáveis , aliados do governo Dilma Rousseff. Os nomes da oposição , por ora, se limitam a dois já falecidos – o ex-governador e candidato à presidência pelo PSB, Eduardo Campos, e o ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, confirmando que a presença da oposição será pontual dada o longo tempo em que está fora do poder.

      O dano político, portanto, é grande, mesmo limitada a lista à delação premiada apenas de Paulo Roberto Costa. Se o segredo de justiça atrasa as avaliações da presidente Dilma para a formação do ministério de seu segundo mandato, esse vazamento parcial já lhe dá ideia do tamanho do problema a ser enfrentado.
      Com o nome na relação, o presidente do Senado, Renan Calheiros, tem sério obstáculo à sua pretensão de releger-se para o cargo, consolidando a ideia de que o senador Eunício de Oliveira (PMDB-CE) pode vir a ter o apoio do partido e do governo, mas com muita coisa ainda para acontecer.
      Tem já no atual ministro da Previdência, de saída do cargo, Garibaldi Alves PMDB-RN), forte concorrente. Alves pode ser o nome alternativo para o governo, que pode consolidá-lo se nomear Eunício para um ministério.
      A crise pode facilitar as coisas para o governo, a partir do enfraquecimento de líderes de sua base de sustentação, se o governo disso puder se aproveitar. Mas tem problemas de outro lado, com o envolvimento na versão de Costa, de ex-ministros como Gleisi Hoffmann e Antônio Palocci – este mais problemático pela sua proximidade com as campanhas presidenciais, principalmnente a de 2010, quando arrecadou para a candidata vitoriosa.

      Palocci pode significar dinheiro desviado na campanha presidencial, se confirmada a acusação de Paulo Roberto Costa – e conhecida a dimensão do envolvimento do ex-ministro da Fazenda de Lula e da Casa Civil de Dilma, defenestrado de ambos por escândalos que bateram à sua porta e ameaçaram contaminar o Planalto.
      Essas investigações que chegam agora ao STF são apenas o começo de um processo, que promete ser longo, de assepsia na vida pública brasileira, o que insere a circunstância atual entre as que só tendem a piorar. O que se sabe é ainda muito pouco do que está por vir, o que autoriza o diagnóstico pessimista.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 8,1;

      Está sendo velado no Morada da Paz, em Emaús, onde será enterrado às 17h, o corpo do professor de Matemática e Física, José Tarcísio da Silva, conhecido por Tatá.
      Tarcísio atuou em várias escolas de Natal, entre elas o Colégio das Neves.
      Ele foi diagnosticado com câncer em estado avançado há cerca de 15 dias e morreu ontem à noite.
      O professor deixa as filhas Mariana Pinto, sócia-diretora da Ideia Comunicação e funcionária da TV Tropical, e a professora Marília que seguiu seus passos na Matemática.

      IMG_6661-0.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 9,1;

      A jornalista Dessana Araújo estreia neste domingo, no canal Esporte Interativo Nordeste, com veiculação em todo o Brasil, o “Craques do Nordeste”.

      O programa vai contar histórias, não só de atletas em atividade, mas também dos que se destacaram em outras épocas.

      “Craques do Nordeste” irá ao ar todos os domingos a partir das 12h30 (horário de Natal).
      O programa de estreia será com a ex-atleta recordista mundial, Magnólia Figueiredo.

      O programa também será transmitido pela TV União em sua grade local com reprise às 18h30.
      *
      Esporte Interativo Nordeste (canal 154 da Claro TV, canal 816 da Cabo, canal 12 da TCM, 169 da Oi TV, canal 160 da Multiplay e canal 600 da Telecom).

      IMG_6588.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 10,1;
      20
      dez

      Carnaval de Macau sem banda Grafith

      20 de dezembro de 2014 às 6:07 — Comente aqui

      Herança do prefeito Flávio Veras…

      As bandas que fazem o carnaval de Macau, que estão sendo investigadas por irregularidades na gestão do ex-prefeito, não deverão tocar no carnaval.

      A recomendação é do Ministério Público.

      Caso a recomendação seja acatada, ficarão fora do carnaval de Macau as bandas Grafith, Cavaleiros do Forró, Deixe de Brincadeira, Forró da Pegação…

      Eis a recomendação:

       

      RESOLVE RECOMENDAR
      Ao Exmo. Sr. Prefeito do Município de Macau, Kerginaldo Pinto do Nascimento, que para a realização do CARNAVAL DE 2015:

      a)    somente contrate, por inexigibilidade de licitação, shows de cantores e bandas musicais por meio de empresário exclusivo, quando for demonstrado que os shows de cantores e as bandas musicais, somente podem ser contratada em todo o território nacional, por este empresário exclusivo, que detenha a exclusividade, através do objeto social da sua empresa; ou diretamente o cantor ou a banda, quando estes forem constituídos juridicamente, eliminando qualquer foram de intermediação nas contratações;
      b)    que se abstenha de contratar as bandas musicais investigadas nos supra citados procedimentos extrajudiciais, especificamente:
      c)    
      1. BANDA GRAFITH PRODUCOES E PROMOÇÕES ARTISTICAS LTDA – ME, pessoa jurídica de direito privado, CNPJ: 05.088.013/0001-88;
      2. GRUPO MUSICAL CAVALEIRO DO FORRÓ LTDA, pessoa jurídica de direito privado, CNPJ nº 01.402.019/0001-27;
      3.  BANDA DEIXE DE BRINCADEIRA, pessoa jurídica de direito privado, CNPJ nº 14.898.657/0001-22;
      4. FORRÓ DA PEGAÇÃO EDIÇÕES MUSICAIS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, CNPJ nº 08.958.625/0001-72 (Padang Produções);
      c) que estipule como teto máximo de contratação de bandas de renome local e regional, o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil) reais;
      Desde já se adverte que a não observância desta recomendação implicará na adoção das medidas judiciais cabíveis, devendo ser encaminhada a esta Promotoria de Justiça até 08 de janeiro de 2015, informações pormenorizadas quanto à adoção das medidas administrativas para o pleno atendimento da presente recomendação.
      Publique-se no D.O.E.
      Comunique-se ao Centro de Apoio às Promotorias de Defesa do Patrimônio Público.
      Macau, 17 de dezembro de 2014.
      Isabel de Siqueira Menezes
      Promotora de Justiça.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      • Proviagens 80 dias

      O ministro Garibaldi Filho inaugurou, nesta sexta-feira, em Mossoró, o novo Centro de Documentação Previdenciária (CEDOCPREV).

      A unidade de conservação de documentos vai gerenciar documentos das diversas unidades da Gerência Executiva do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no município.

      O Instituto mantem outros 57 centros espalhados pelo país.

      Os processos armazenados são referentes a aposentadoria, auxílio maternidade, benefícios assistenciais, atualizações de informações trabalhistas e previdenciárias, laudos médicos periciais, dentre outros.

      O Cedocprev foi equipado com quatro galpões de armazenagem, salas para higienização de documentos, conservação, restauração e digitalização.

      A deputada Sandra Rosado acompanhou Garibaldi.

       

       

      IMG_6579.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • Home Angels

      Do blog de Josias de Souza, no Uol:

      A penúltima da Dilma: pacto contra a corrupção!

      Dilma Rousseff está muito preocupada com a corrupção. Isso ficou nítido na cerimônia em que ela recebeu no TSE o diploma de presidente reeleita. Num discurso de 16 minutos e 17 segundos, a presidente citou a ‘Petrobras’ oito vezes. Pronunciou a palavra ‘corrupção’ seis vezes. Isso sem contar uma menção a ‘irregularidades’ e outra a ‘malfeitos’. A lama prevaleceu com folgas sobre a ‘inflação’, lembrada pela oradora uma mísera vez. Pouca gente reparou. Mas foi um discurso histórico.

      Doze anos depois da chegada do PT ao poder federal, Dilma estufou o peito como uma segunda barriga e bradou: “Chegou a hora de firmarmos um grande pacto nacional contra a corrupção, envolvendo todos os setores da sociedade e todas as esferas de governo. Esse pacto vai desaguar na grande reforma política que o Brasil precisa promover a partir do próximo ano.”

      Dilma avisou que “a guerra contra a corrupção” não será fácil. Não, não. Absolutamente. “A corrupção, como outros pecados, está entranhada na alma humana”, disse ela. Exige “permanente vigilância”. Prepare-se, a presidente conta com a sua ajuda. A tarefa não é de responsabilidade apenas das instituições ou do governo, alertou Dilma. A missão é de “toda a sociedade.”

      Dilma deixou claro que os brasileiros podem contar com ela: “O que mais quero oferecer ao meu país é a luta renovada…” Reiterou seu “compromisso com a ética”, potencializado pelo seu “exemplo de integridade e de honestidade pessoal.” Daí a sua inabalável “determinação de apurar e punir todo tipo de irregularidades e malfeitos.”

      Abre parênteses: em matéria de honradez, Dilma trava com seu antecessor uma renhida disputa. Difícil saber qual dos dois é mais íntegro. Na semana passada, discursando para militantes petistas, Lula havia se comparado aos antagonistas tucanos: “Eu vou contar uma coisa pra vocês”, declarou. “Não sou melhor do que ninguém. Mas se enfiar todos eles, um dentro do outro, eles não são mais honestos do que eu. Não são!” Fecha parênteses.

      Antes que alguém tente desmerecer o pacto proposto por Dilma, é bom que se diga: a exemplo de Lula, ela sempre defendeu o combate à corrupção. O que atrapalha a dupla é que suas frases não conseguiram passar do estágio da retórica para a prática. Acontece o mesmo com a reforma política. Todo mundo apoia, desde que as mudanças não eliminem as mumunhas nem desmontem os esquemas.

      No gogó, o governo brasileiro é o mais bem-intencionado do mundo. A transição da saliva para o fato é que faz desandar a receita. A pirataria na Petrobras apenas potencializou pantomima, aproximando o Brasil do escárnio. Não é culpa do PT e dos seus aliados, esclareceu Dilma: a corrupção “não é defeito ou vício, como querem alguns, exclusivo de um ou outro partido.”

      Dilma já não culpa o PSDB. Tampouco menciona o legado tóxico de FHC. Ela agora insinua que o verdadeiro culpado é o colonizador português: “Estamos purgando, hoje, males que carregamos há séculos. Assim como a mancha cruel da escravidão ainda deixa traços profundos na desigualdade social, o sistema patrimonialista de poder, que atravessou séculos e séculos da nossa história nos deixa uma herança nefasta, cujo traço mais marcante é, ainda, a não dissolução plena dos laços nocivos entre o que é público e o que é privado.”

      Dilma avisou que vai “convidar todos os Poderes da República e todas as forças vivas da sociedade para elaborarmos, juntos, uma série de medidas e compromissos duradouros.” Mas a presidente pede a você que não espere muito da iniciativa dela: “não é um conjunto de novas leis que irá resolver, por si só, este grave problema. É preciso uma nova consciência, uma nova cultura fundada em valores éticos profundos.”

      É preciso que você faça a sua parte, alertou Dilma. A “nova consciência” ética não vai jorrar de uma jazida do pré-sal. Ela terá de “nascer dentro de cada lar, dentro de cada escola, dentro da alma de cada cidadão e ir ganhando, de forma absoluta, a esfera pública, as instituições – e todos os núcleos de decisões, tanto no âmbito público como no âmbito privado.”

      A redenção não virá do dia para a noite. A presidente fez as contas. “Temos que criar uma nova consciência de moralidade pública e imbuir deste espírito as atuais e as próximas gerações. Sei que esse é um trabalho de mais de uma geração.” Quer dizer: se Dilma não estiver enganada, dentro de 30 ou 40 anos o Brasil será um país de mostruário. “Quero ser a presidenta que ajudou a tornar este processo irreversível”, prontificou-se a reeleita.

      Durante a campanha eleitoral, Lula levou a cara à propaganda da televisão para declarar que o segundo mandato de Dilma será muito melhor do que o primeiro. Para que o segundo reinado fique ainda mais perfeito, será necessário providenciar um vilão. Mas tem que ser um vilão inquestionável, desses que a maldade está na cara.

      Um vilão assim exibiria um riso cínico no canto da boca antes de, por exemplo, entregar diretorias da Petrobras ao Paulo Roberto Costa, ao Renato Duque, ao Nestor Cerveró e aos seus padrinhos políticos do PP, do PT e do PMDB. Um vilão genuíno entregaria o comando da Transpetro ao Sérgio Machado, homem do Renan Calheiros, sem deixar dúvidas sobre a indecência do seu ato.

      A exemplo do que sucedera na gestão Lula, o que atrapalha o governo de Dilma é o excesso de qualidades dos gestores públicos e dos seus apoiadores. São um bando de patriotas simpáticos, fazendo vilanias com as melhores das intenções. Frequentam um mundo no qual não existe diferença entre aplicar o orçamento público em benefício da sociedade ou mandar a verba para uma conta numerada na Suíça.

      Ao atribuir toda a amoralidade governamental à herança ibérica, Dilma açula a imaginação dos brasileiros. Ah, como seria diferente o Brasil se naquele 22 de abril os portugueses tivessem sido escorraçados de nossas praias. Uma nação habitada apenas por índios teria vantagens e desvantagens. Para começar, você e sua carga genética europeia ou africana não existiriam. Em compensação, também não existiriam os renans, os sarneys e outras greis. E ninguém seria obrigado a conviver com o cinismo. Ou com propostas de pacto anticorrupção. Que às vezes são a mesma coisa.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;
      • L200 Top Car

      Já circulando os convites para a posse do governador Robinson Faria e do vice Fábio Dantas.

      A posse será no dia primeiro de janeiro, às 16 horas, no Centro de Convenções de Natal, e será coordenada pelo Cerimonial da Assembleia Legislativa, que tem à frente o cerimonialista Pádua Martins.

      Que promete uma solenidade como nunca aconteceu no Estado.

      Os convidados receberão adesivo de identificação e trânsito livre para estacionar na área do Centro de Convenções.

      IMG_6399.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;
      • D' Amis - Moda Feminina

      A Governadora Rosalba Ciarlini inaugurou, nesta sexta-feira, em Ceará-Mirim, o Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica Industrial Ruy Antunes Pereira.

      O segundo inaugurado em sua gestão – o primeiro foi em Extremoz – e que homenageou, com o nome do prédio, o proprietário do Engenho Mucuripe.

      O homenageado foi representado pelos filhos, Denise Gaspar, com o marido Arnaldo Gaspar, e o ex-deputado, ex-prefeito e ex-vice-prefeito de Ceará-Mirim, Ruy Pereira.

      O Centro custou R$ 6.698.754,89 e beneficiará 1.500 alunos do ensino médio regular associado ao ensino técnico profissional, e oferecerá modalidades de cursos profissionalizantes de acordo com a vocação da cidade.

      Mais 4 centros estão sendo construídos: Parnamirim, São Gonçalo, Macaíba e Alto do Rodrigues.

      Seguindo o padrão de todas as outras unidades, a de Ceará-Mirim tem 12 salas de aula, auditório para 200 pessoas, seis laboratórios, ginásio com vestiários e arquibancada para 500 pessoas, biblioteca, um teatro de arena, pavilhão administrativo com sala para professores e corpo diretor, banheiros, cozinha, cantina, refeitório, área de convivência, estacionamento e guarita.    

       

      “Temos que reconhecer os avanços que tivemos nesses anos na educação, como o reajuste de 91.5% para os servidores, R$ 158 milhões investidos em reformas, construção ou ampliação de escolas, mas, sobretudo, por termos escolhido Betânia Ramalho, e o seu corpo técnico, e por ter dado carta branca para ela trabalhar e poder tornar prédios como esse uma realidade que estava praticamente perdida”, declarou Rosalba, explicando que a secretária de Educação teve de ir 17 vezes a Brasília para impedir que o estado perdesse mais um investimento na educação.

      “Os Centros foram um projeto apresentado por mim quando era senadora da República, e quando assumi, o Governo vigente ainda não havia começado, mesmo com os recursos já garantidos. Para reverter isso, trabalhamos muito em todas as áreas durante os quatro anos para deixar o nosso estado melhor do que encontramos quando assumimos”, discursou Rosalba.

      Falando em nome da família do homenageado, Denise Gaspar agradeceu à governadora e, emocionada, citou frases do pai, que ela registrou em um livro.

      A governadora e o prefeito de Ceará-Mirim, Antônio Peixoto, também presente ao evento, citaram frases de Ruy Antunes ditas por Denise em seu discurso.

      Acompanharam a governadora as secretárias de Educação, Betânia Ramalho e de Infraestrutura, Kátia Pinto.

      Fotos Ivanízio Ramos

      IMG_6572.PNG

      IMG_6573.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;

      IMG_6568.PNG

      Eleita deputada federal, a médica e primeira-dama de São Gonçalo do Amarante, Zenaide Maia (PR), recebeu na noite desta sexta-feira, o título de cidadã Sãogonçalense.

      A entrega do título proposto pelo presidente da Câmara, vereador Geraldo Veríssimo, aconteceu na Câmara Municipal.

      “Muitas vezes o mérito não é do homenageado, mas dos que nos homenageiam, por verem e valorizarem virtudes no homenageado. É um sentimento muito gratificante receber dos representantes do povo esse reconhecimento público”, declarou Zenaide, que na quinta-feira recebeu, das mãos do marido, prefeito Jaime Calado, o diploma de deputada.

      IMG_6567.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 5,1;
      • Novo CEI

      O deputado federal eleito e presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, Rogério Marinho, não economizou nas críticas ao governo do PT na noite desta sexta-feira, quando comandou, na Arena das Dunas, o Seminário Liberdade e Democracia’.

      "Nós estamos diante de uma cleptocracia, o governo de ladrões", definiu Rogério, ao comentar os escândalos envolvendo a Petrobras.

      “Cleptocracia é um termo de origem grega, que significa, literalmente, Estado governado por ladrões”, explicou o deputado tucano, que defendeu a liberdade de imprensa.

      "Regular a mídia é uma demonstração de totalitarismo e de ditadura, e é isso que o partido que governa o país defende. Nós do PSDB somos contra essa proposta, somos a favor da imprensa livre", disse.

      Para Rogério, que integrou a Comissão de Educação da Câmara quando foi deputado, o PT trabalha para reescrever a história do Brasil’ quando adota livros escolares para a rede pública de ensino "com visão profundamente ideológica a favor do ponto de vista do petismo. É uma doutrinação feita de forma subliminar", ataca o deputado.

      Durante o seminário, o PSDB lançou uma campanha de filiação e uma agenda de atividades para 2015. 

      IMG_6563.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 6,1;

      O jornalista João Ferreira, editor do portal Jurinews, acaba de lançar o Advogados & Sociedades – Anuário da Advocacia do Rio Grande do Norte 2015.

      "A advocacia precisa melhor se conhecer e ser conhecida pela sociedade potiguar. O Anuário da Advocacia é mais um produto de comunicação jurídica com o selo do Jurinews, e chega trazendo um panorama da área, o perfil de 25 destacadas bancas e seus sócios e associados e a relação de todas as sociedades inscritas na OAB-RN", explicou João Ferreira.

      "Já existem publicações semelhantes em nível nacional e em outros estados. Elas são reconhecidas pela sua relevância em divulgar a advocacia para a sociedade. Acredito que o Anuário da Advocacia do Rio Grande do Norte também cumprirá com esse papel", declarou o conselheiro do CNJ, Paulo Eduardo Teixeira, presente ao evento realizado na recém-criada Casa de Apoio ao Advogado.

      As Bancas que apoiaram a produção do anuário receberam uma placa de reconhecimento.

      Sem eles, o Anuário da Advocacia do Rio Grande do Norte não seria possível", justificou João Ferreira.

      O anuário, com tiragem de 5 mil exemplares, traz uma entrevista com o presidente da OAB-RN Sérgio .

       

      Participam do Anuário as seguintes bancas: Alcides Araújo & Souza Santos Advogados Associados; Aldo Medeiros Advocacia; André Elali Advogados; Barros, Mariz & Rebouças Advogados; Braga Barros Dias Advogados; Castim & Rabelo Advogados; Consultoria e Advocacia Lúcia Jales; Costa Barros Advogados; Diógenes, Marinho e Dutra Advogados; Fonseca & Advogados Associados; L.Gomes Advogados Associados; Lúcio Teixeira dos Santos Advogados; Macedo Dantas, Ramalho, Mendes & Mariz Advogados Associados; Magna Advogados Associados; Marisa Almeida Advogados Associados; Meiroz Grilo, Gaspar, Gutemberg, Jales & Costa; Melo Advogados Associados; Mendes Cunha Advogados; Monte de Hollanda Advocacia; Nelson Williams & Advogados Associados; Neves, De Rosso e Fonseca Advogados Associados; Pablo Pinto Advogados; Rossiter, Rocha & Capistrano Advogados; Saraiva Advogados; Scheer Advogados Associados

      IMG_6559.PNG

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 7,1;
      • DNA Center
      20
      dez

      Resto do décimo à prestação

      20 de dezembro de 2014 às 3:24 — Comente aqui

      O Governo do Estado informou nesta sexta-feira que em virtude da aprovação da lei que unifica os fundos previdenciários, publicada na sexta no Diário Oficial do Estado, o pagamento do décimo terceiro salário dos servidores começou a ser creditado será efetivamente concluído na segunda-feira (22), tendo em vista que os trâmites operacionais junto ao Banco do Brasil só poderiam ser realizados após a publicação da referida lei.

      Teve servidor que já recebeu…à prestação.

      Primeiro entrou uma parte…e pouco tempo depois caiu na conta a outra parte.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 8,1;
      Carregar mais...