#JornalismoSemFakeNews

9 de outubro de 2007 às 21:50

Acusada de improbidade pelo Ministério Público Federal, juíza recebe apoio da Associação de Magistra

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por gentileza, examine a possibilidade de publicar no seu blog a seguinte informação: a Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (AMARN), publicou Nota de Desagravo à juíza Amanda Grace Dias, que foi

 

Citada pelo Ministério Público Federal por suposta morosidade na condução de dois processos no âmbito da Justiça Eleitoral, quando comandava a comarca de Jardim do Seridó, a juíza Amanda Grace Dias, esposa do deputado Álvaro Dias, recebeu a solidariedade da Associação dos Magistrados do RN – Amarn – através de uma nota de desagravo.

Que o Blog reproduz, na íntegra:

 

A AMARN vem de público manifestar irrestrito apoio e integral confiança na juíza Amanda Grace Diógenes Freitas Costa Dias. Realça como desnecessária a publicação da peça inicial levada ao Judiciário (fato que não se repete com outros temas editados no site do MPF), pois previsível o constrangimento gerado à juíza com inusitada exposição.

 

O petitório omite a pronta e efetiva atuação do TJRN, em situação que não apenas conspira contra os interesses da magistrada, como assim da própria Corte.

A petição inicial divulgada representa mera conclusão temporária do Ministério Público, sem prejuízo de ser desacolhida pela Justiça, ou ainda, receber pedido de arquivamento pelo mesmo MPF, mormente quando o TJRN, com a lisura e isenção que lhe é peculiar, já decidiu sobre o tema sem ocorrência de recursos.

 

Assim, dentro de suas atribuições institucionais, edita-se a presente NOTA DE DESAGRAVO em favor de reportada Juíza, ao mesmo tempo que enaltece confiança e zelo na Corte Estadual, a qual, no tempo e na forma exata, agiu com eficácia e efetividade.

 

A Diretoria da AMARN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.