#JornalismoSemFakeNews

15 de dezembro de 2007 às 1:33

Vereador é processado por acusar prefeito sem apresentar provas

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por ter feito acusações ao prefeito de Ouro Branco, Nilton Medeiros (PTB), no plenário da Câmara Municipal, sem apresentar provas, o vereador Júnior Nogueira, que trocou o PR pelo PCdoB, depois que o STF decidiu que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar, deverá ser ouvido quarta-feira pela juíza Maria Nivalda Neco Torquato.
Isso se ele não faltar novamente, como já fez duas vezes.
Nogueira responde a processo na justiça comum, na área criminal, na Comarca de Jardim do Seridó.
Em Natal, o advogado André Saraiva entrou com uma interpelação judicial contra o vereador, para que ele apresente provas de que a Prefeitura de Ouro Branco tem “vários laranjas”…como ele denunciou.
Até ontem de manhã Júnior Nogueira não tinha atendido à exigência da justiça, de acordo com o processo Nº 11707835-9, no Fórum de Jardim do Seridó.
Além dessa acusação ao prefeito, o vereador também disse em plenário, no mês de maio, que o prefeito Nilton Medeiros havia “agredido e ameaçado” professores da rede municipal de ensino.
Um documento autenticado em cartório desmente a acusação de Júnior, e foi assinado por 24, das 27 pessoas presentes à sessão.
Em tempo: o Regimento Interno da Câmara de Ouro Branco diz que o vereador não pode “mentir” no plenário da Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.