Thaisa Galvão

21 de julho de 2008 às 19:45

Presidente Lula não está nem aí para o Rio Grande do Norte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O publicitário Alexandre Macedo, sua participação de hoje, na 96FM, comenta reportagem publicada no Estadão, onde está mais do que comprovado que o amor que o presidente Lula aparenta ter pela governadora Wilma de Faria…não passa de história de trancoso.
Se fosse verdadeiro, o Estado do RN teria mais ganhos do que a Prefeitura de Carlos Eduardo.
Teria mais ganhos do que os governos vizinhos e adversários.
Leia, na íntegra, o comentário de Macedo.
PT CONFIRMA: CARLOS EDUARDO É O POLÍTICO MAIS FORTE DA COLIGAÇÃO QUE APÓIA FÁTIMA BEZERRA
Nos últimos meses, a mídia política local tratou de um tema que, em algumas horas, provocou grande interesse, e em outras, passou à margem do noticiário, mas, não por isso, perdeu importância e atualidade: A ida do prefeito Carlos Eduardo para o PT.
Esse assunto ficou mais evidente em dois momentos: primeiro, quando o prefeito bateu o pé e disse que seu candidato a sua sucessão seria do PT e não do seu partido, o PSB. Evidente que chamou atenção de todo mundo, porque, dificilmente, alguém torce contra o seu próprio partido.
Depois, quando Fátima já era candidata, sob o manto do discurso de unir a tal base aliada de Lula em Natal, e Carlos Eduardo percebeu um movimento de permuta da candidatura Fátima pela de João Maia.
É importante lembrar que nesse processo político que formou a coligação “União por Natal”, as figuras mais importantes eleitoralmente são a governadora Wilma de Faria e o senador Garibaldi Filho. E ambos, apesar do grande cacife eleitoral, foram derrotados, politicamente, por Carlos Eduardo.
Primeiro quando Wilma lembrou o nome de Rui Pereira para candidato pela futura coligação e Carlos descartou imediatamente. Depois, quando o senador Garibaldi Filho, na véspera da convenção, lançou a tese da permuta de candidato da aliança, trocando Fátima por João Maia. E Carlos Eduardo também disse não.
Foi mais forte ou não foi?
E por que agora nós voltamos a considerar que o prefeito Carlos Eduardo é, de fato, o político mais forte dessa coligação?
Pra chegar a essa conclusão é só ler o jornal O Estado de São Paulo, de hoje. Começa na manchete: LULA ABRE COFRE PARA ALIADOS EM ANO ELEITORAL.
Na matéria da página 4, que tem o título de: GOVERNO ENGORDA RECEITA DE ALIADOS, está grande parte da explicação de todo esse raciocínio
Lendo a matéria, tivemos duas surpresas:
A primeira é que Natal foi o nono município do Brasil a receber, através de convênios, mais dinheiro do governo federal, em 2008, ficando na frente de grandes cidades como Belo Horizonte, Curitiba, Recife, Florianópolis, Manaus e Porto Alegre e muitas outras cidades do interior do Brasil.
A segunda surpresa, é que o Rio Grande do Norte, é, entre os 27 estados da federação, o de número 21 no ranking de investimentos do governo federal, através de convênios, em 2008, ficando bem atrás de estados como a Paraíba, Acre, Amapá, Sergipe, Roraima e Alagoas.
Ora, como a capital e o Estado são administrados pelo mesmo PSB e a lógica da matéria do jornal é mostrar que Lula beneficiou os aliados na distribuição de convênios federais, o que podemos questionar:
Lula gosta mais de Natal do que do Rio Grande do Norte?
Lula gosta mais de Carlos Eduardo do que de Wilma?
A bancada federal, especialmente a do PT e a dos outros partidos que apóiam o governo Lula, que é quem pode ajudar mais as cidades e os estados na busca de recursos federais, tem mais apreço pela administração de Carlos Eduardo do que pelo Governo Wilma?
Com a palavra, o PT, o PMDB, o PMN e o PR.
Até aqui temos de reconhecer o mérito de Carlos Eduardo. Ele foi buscar dinheiro onde tem (Brasília) e contou com a importante ajuda de que pode ajudar: o PT.
A governadora Wilma é que tem de perguntar ao PT local e nacional o que está havendo.
Por que se fizemos outras comparações, a coisa fica ainda mais difícil de se entender.
Por exemplo: enquanto o Rio Grande do Norte, governado pelo PSB, ficou em vigésimo primeiro lugar, o Ceará, também governado pelo PSB, ficou em terceiro lugar na lista de estados beneficiados por convênios do governo federal, comandado pelo PT.
Então, o PSB do Ceará é melhor do que o PSB do RN?
E tem mais: na distribuição dos recursos federais em 2008, nós ficamos com 39 milhões. O Amapá, com 99 milhões. Sergipe, com 102 milhões. O Piauí, com 127 milhões de recursos federais.
Se nós formos olhar pela questão política, teremos outras surpresas: os estados de Alagoas e Paraíba, assemelhados ao Rio Grande do Norte e ambos governados por partidos de oposição ao governo Lula, tiveram, pelo menos, duas vezes mais dinheiro do que nós.
O que é isso?
E a união da base aliada de Lula, o que tem a nos dizer?
Essa relação, publicada hoje, também deve trazer muito desconforto ao senador Garibaldi Filho, presidente do Congresso Nacional.
Porque todo mundo deve estar se perguntando:
Garibaldi tem ou não tem prestígio no governo federal?
Se tem, porque o Rio Grande do Norte ficou no fim da fila?
Ou..
Se tem, porque só ajudou a Carlos Eduardo e não ajudou a Wilma?
É porque Carlos Eduardo é primo?
Ou é porque é com Wilma que ele vai disputar a eleição de 2010 pra senador, e ela pode ficar mais forte se fizer mais obras?
O ponto mais importante de tudo isso é que essa matéria põe no chão o discurso que está conduzindo a aliança política que apóia Fátima Bezerra.
Porque se é pra ser bom para o Estado, caiu por terra.
Se é pra ser bom só pra Natal, ok.
Mas, e a governadora sabia que ia ser assim? Concordou que fosse assim?.
Ou deram um caldo na governadora?
Diante de tudo isso, duas certezas: Carlos Eduardo é hoje o político local com maior influência no governo federal, e portanto, também com maior responsabilidade na eleição de sua candidata, que é a candidata do PT, partido que controla o governo federal.
Eu, pelo menos, aprendi desde menino: contra fatos, não há argumentos.

21 de julho de 2008 às 18:55

Micarla tenta convencer Balila a não entregar o marketing de sua campanha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como eu sempre acreditei no ditado do onde há fumaça, há fogo…
A candidata Micarla de Sousa foi elegante ao dizer ao Blog que não havia crise no marketing de sua campanha.
Mas há.
E ela está reunida neste momento com a marqueteira Balila Santana tentando convence-la a permanecer no comando de sua campanha.
É que Balila pediu pra sair.
Quis entregar a missão.
Pelo que se sabe, nos bastidores da campanha Verde, vários atritos já aconteceram entre Balila e o coordenador geral Augusto Carlos Viveiros, e entre Balila e o cunhado da candidata, Guto Barreto.
*
Pois é…
Cada candidata com suas crises internas.

21 de julho de 2008 às 18:52

Desaboya publica crise no marketing do PV e Micarla diz ao Blog que não há mudança de marqueteiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Leio em Chrystian de Saboya, no famoso www.desaboya.com
Essa você fica sabendo primeiro aqui.
Balila, que nasceu Maria de Fátima Santana e era a coordenadora de marketing da campanha de Micarla de Souza para prefeita do Natal… hum… era.
A decisão acabou de sair.
Balila não é mais a coordenadora da campanha.
*
Ligo para a candidata Micarla de Sousa que garante: não há nada disso.
Disse, inclusive, que neste momento está reunida com Balila.
Que continua como sua marqueteira.
Só acho uma coisa…
Sabe aquele ditado que diz, que onde há fumaça, há fogo?
Pois eu concordo com ele.

21 de julho de 2008 às 14:57

Revista Foco publica pesquisa do Instituto Ìndice na sexta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vem aí a queda de Micarla e Fátima.
A revista Foco, que estará nas bancas na sexta-feira, traz o resultado de uma pesquisa feita pelo Instituto Índice…
E apesar de não ter como comparar pesquisas de institutos diferentes, o povo acompanha sim, a publicação dos números.
E a pesquisa, registrada hoje no TRE, trará resultados inferiores aos que foram divulgados no final de semana.
Ontem, na mobilização da redinha, Fátima comentava que a próxima pesquisa seria igual a do Diário.

21 de julho de 2008 às 14:56

RN gera mais emprego do que a média do Nordeste no mês de junho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governo do Estado registrou, no mês de junho, índices de geração de empregos superiores à média da região Nordeste.
Segundo o secretário do Trabalho, Fabian Saraiva, o emprego cresceu 1,11% no Rio Grande do Norte; 1,03% no país; e 0,94% na região Nordeste.
E Fabian avalia que “a perspectiva para os próximos meses é ainda melhor, em função de diversos investimentos que estão sendo feitos na área da geração do emprego”.
Para o secretário, conforme vinha sendo previsto, a retomada na geração de
emprego por parte do RN “foi bastante convincente”.

21 de julho de 2008 às 14:46

Garibaldi e Micarla receberão homenagem juntos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Garibaldi Filho e a deputada Micarla de Sousa, adversários de palanques nesta campanha, estarão juntos depois de amanhã.
Quando serão homenageados pelo Sindicato dos Médicos, durante a abertura do V Congresso Médico do Rio Grande do Norte.
Suplente de deputado, o médico Paulo davim também receberá homenagem.
O Congresso será aberto na quarta, às 20h.
Os 3 receberão uma placa em agradecimento ao trabalho em defesa dos interesses da classe médica.

21 de julho de 2008 às 14:43

Ex-aliado de Wober Júnior assume coordenação na campanha de Micarla [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ex-candidato a vereador na chapa encabeçada pelo deputado Wober Júnior, o advogado Kelps Lima borboletou de vez.
Ele assumiu a coordenação da agenda de campanha da candidata Micarla de Sousa.
A apresentação de Kelps aconteceu hoje pela manhã durante reunião de coordenadores da campanha.

21 de julho de 2008 às 14:40

Assessoria de Fátima diz que reunião da zona Norte foi prestigiada [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A assessoria da deputada Fátima Bezerra envia foto da reunião de sábado, no Kintal II.
Questionando a informação passada por um coordenador da campanha da própria Fátima, que disse que não tinha quase ninguém.
O leitor que tire suas conclusões.

Foto: Alex Fernandes\"\"                                                         Fátima Bezerra em contato com lideranças da zona Norte, no Kintal II