#JornalismoSemFakeNews

30 de julho de 2008 às 9:16

E Micarla também vai ter propaganda com Lula?

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na sua participação ontem na 96FM, o publicitário Alexandre Macedo, consultor número 1 da governadora Wilma de Faria quando o assunto é marketing, comentou o comentário que fez Ricardo Noblat no seu blog, sobre o encontro do presidente Lula com 14 ministros, todos de partidos de sua base aliada…
Onde no meio da conversa um deles disse a Lula que o PT estava querendo privatizar sua imagem na campanha, e Lula completou: “Privatizar não, quer estatizar. Mas eu não vou deixar”…avisando que todos os candidatos dos partidos que apóiam o governo poderão reproduzir sua imagem na propaganda eleitoral, e que os adversários são, apenas, o DEM, antigo PFL, e o PSDB, e que esses, sim, deveriam ser derrotados.
Aí Macedo discorre sobre a questão local, onde o PT tem candidato, mas o PV, da base de Wilma e de Lula, também tem.
Leia o comentário de Alexandre Macedo sobre o assunto:

E o PV, é ou não é da base de apoio de Lula? Pela resposta do presidente, é. O PV vota ou não vota com Lula no Congresso Nacional? Pelo que disse o presidente, vota. E Lula quer ou não quer o voto do PV? Pelo que externou o presidente, quer.
Como todas essas perguntas têm respostas óbvias, o PV é da base de Lula, vota com Lula no Congresso, apóia e votou em Lula como candidato, e Lula quer, e, às vezes precisa mesmo, do voto do PV.
Portanto, Micarla também é companheira de Lula, queira ou não queira o PT.
Eu não sei se Micarla votou ou não votou em Lula; se vai ou não vai usar a imagem de Lula, mas sei que Micarla sabe o peso do apoio do presidente e seria muita ingenuidade deixar a exclusividade de Lula com Fátima, sua principal adversária.
Micarla também sabe que o povo precisa saber que o dinheiro que está bancando grande parte das obras da prefeitura, não é do PT e sim do governo federal.
Aliás, quem deixou isso muito claro foi o próprio prefeito Carlos Eduardo em recente entrevista aos jornais. E ele está certo.
O dinheiro que vem de Brasília e é aplicado nas obras em Natal não é do PT, nem do PV, nem de partido nenhum. É do próprio povo, que paga os impostos e tem o direito de receber os investimentos de todos os governos, sejam eles de que partido for.
Agora, vamos ser justos: é preciso que se diga que a deputada Fátima Bezerra, do PT, foi uma grande defensora da vinda desses recursos pra Natal. E isso pouca gente sabe.
O prefeito, estrategicamente, não disse, e a deputada Fátima, convenientemente, também não. Pra não magoar o prefeito antes do tempo. Mas agora, a candidata Fátima e seus principais apoiadores políticos vão dizer, com o prefeito gostando ou não, afinal, se não disserem que é por isso, vão dizer que estão apoiando Fátima, por quê?
Por que também é preciso que se lembre que Fátima foi, no passado, grande adversária de todos os que estão no seu palanque hoje.
Vamos aguardar os próximos passos pra saber se Lula, em Natal, será estatizado por Fátima ou se Micarla vai também adotá-lo na sua campanha.
De acordo com a revista VEJA, Lula já está experimentando desses desafios. Em Salvador, o candidato do PT não gostou, mas o candidato do PMDB está com fotografias dele e de Lula, juntinhos, juntinhos, nos cartazes de sua campanha.
E sabe quantas vezes Lula vai mandar tirar? Nenhuma.
Pois ele é apoiado pelo PMDB e não vai ganhar problemas por isso arranhando sua base em Brasília, que é a que mais interessa a ele.
E Lula de bobo não tem nada, pois se tivesse, não seria presidente da República e pela segunda vez.
Micarla pode até ter um calo nesse assunto que é a presença do senador José Agripino, do DEM e principal adversário de Lula no Senado Federal, no seu palanque. Isso pode trazer constrangimentos à candidata ou ao seu maior apoiador político, mas na hora H, tudo isso vira nada. O importante é ganhar a eleição e pra isso, nem Micarla, nem José Agripino vão medir esforços ou fazer biquinho fora de hora.
E depois, a candidata é Micarla e não José Agripino. E Micarla é de um partido aliado de Lula.
Só cabe a gente esperar o que vai rolar nesse assunto. E como é uma decisão que não tem como ser tomada às escondidas, todos nós conheceremos a resposta da questão em breve, em todos os canais de TV.
Sei não, ô campanhazinha complicada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.