#JornalismoSemFakeNews

1 de agosto de 2008 às 20:40

Na posse de Crispiniano Neto, Lula quebrou protocolos e comprovou popularidade

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não é à toa que o presidente Lula tem a popularidade que tem, e seu governo é dos mais bem avaliados da história do país.
Agora há pouco, na posse do presidente da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto, como membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, no Rio de Janeiro, Lula deu um show de espontaneidade.
“Nunca se viu tanta quebra de protocolo”, disse uma fonte do Blog, que assistiu à solenidade.
O poeta Azulão, paraibano de Cabaceiras, mestre do Cordel e um dos fundadores da feira de São Cristóvão, no Rio de Janeiro, gritou o nome do presidente durante a solenidade.
“Lula Companheiro”…e aproximou-se de uma grade de pouco mais de um metro.
E antes que os seguranças contivessem o poeta famoso de 76 anos, Lula falou alto: “Deixem Azulão entrar”.
E Azulão ultrapassou a grade nos braços da segurança e logo foi colocada uma cadeira para ele.
Para onde olhava, Lula via os petistas mais humildes e falava o nome de todos.
Até “Mata Mosquito” ele cumprimentou pelo nome…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.