#JornalismoSemFakeNews

22 de outubro de 2009 às 12:10

A amizade esquecida pelo ministro

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Voltando à história…
Alfredo Pereira Nascimento, nome de guerra ‘Pereira’, entrou para a Aeronáutica como recruta em 1970.
E foi servir no Centro de Lançamentos Barreira do Inferno.
Em 1972, atleta amador de futebol e servindo à Aeronáutica, Alfredo conheceu Edmundo.
Os dois ‘soldados’ se conheceram quando faziam o curso de Formação de Cabo, em Recife.
Durante 4 meses, os dois conviveram e se dividiram entre Natal e Recife, fortalecendo a amizade.
Como Raimundo era paraibano, quando vinha para Natal, se hospedava na casa dos pais do hoje ministro, no Alecrim.
Em 1974, ainda aguardando a promoção para cabo, os dois desistiram de esperar e fizeram concurso interno para a Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR).
Passaram, estudaram juntos e se formaram em 1976.
Pereira, como Controlador de Tráfego Aéreo.
Daí a necessidade de ir para Manaus, separando-se do amigo-companheiro Raimundo, que foi para Belém.
Foi aí que, sem dinheiro para a viagem, ‘Pereira’ contou com a solidadriedade dos amigos da farda, com Raimundo à frente, fazendo uma campanha de arrecadação para bancar a viagem do amigo.

Foto: Acervo de Leonardo                                           Embarque para a Escola de Especialistas da Aeronáutica. Pereira e Edmundo estão aí

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.