#JornalismoSemFakeNews

24 de novembro de 2009 às 20:58

Conselho de Medicina interdita unidades do Walfredo por falta de médicos

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Conselho Regional de Medicina interditou, no final da tarde, as duas Unidades de Tratamento Intensino – UNITI 1 e 2, do Hospital Walfredo Gurgel.
As unidades funcionam como unidades intermediária entre a internação hospitalar ambulatorial de enfermaria e a UTI – Unidade de Terapia Intensiva, recebendo pacientes com estado de saúde grave e que exigem cuidados especial.
Numa fiscalização de rotina, conselheiros do Cremern identificaram a falta de médicos plantonistas, exigência legal para o funcionamento.
"Constatamos uma situação irregular, o que é lamentável, e ao Cremern não restou, senão, a decisão de interditar o serviço até que os gestores da Saúde Pública encontrem a solução adequada para o problema", explicou o presidente do Conselho, Luís Eduardo Barbalho de Mello.
Segundo Luís Eduardo, a fiscalização também identificou que há turnos inteiros em que essas unidades funcionam sem médico, o que é ilegal e coloca em risco de morte os pacientes que ali se encontram internados.
Com a interdição, a direção do Walfredo terá que transferir para UTI´s, os 20 pacientes que estão nas unidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.