#JornalismoSemFakeNews

4 de fevereiro de 2010 às 12:50

Criada comissão para discutir plano emergencial para uso dos parrachos de Pirangi

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Terminou agora há pouco, na sede do Ibama, a reunião entre o advogado da empresa Marina Badauê, Sebastião Leite Júnior e os dirigentes do órgão.
Na pauta, a pendenga ambiental que fez com que o Ibama proibisse o acesso de banhistas aos parrachos de Pirangi.
Segundo Sebastião, foi definido que será posto em prática um Plano Emergencial, iniciado pela criação de uma comissão formada pelo Ibama, Marina Badauê, Governo do Estado, Idema, Capitania dos Portos e usuários dos parrachos, através da Associação de Proprietários de Lanchas.
A primeira reunião está marcada para amanhã, às 14 horas, onde uma primeira solução já será anunciada.
*
Veranista da praia de Caraúbas, o advogado Sebastião Leite já tem experiência no assunto.
Ele fez parte da comissão que criou a Área de Proteção Ambiental da vizinha praia de Maracajaú, visitada por turistas de todo o mundo que vão em busca de mergulho e banho nas piscinas naturais…os ditos parrachos.
Em Maracajaú, as regras existem.
Ao contrário de Pirangi, onde os órgãos competentes nunca souberam da existência dos parrachos…nem dos passeios…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.