#JornalismoSemFakeNews

12 de setembro de 2010 às 11:55

Ibope teria cobrado 1 milhão para fraudar pesquisa no Amapá

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Cláudio Humberto no seu site, reproduzido em vários jornais do país, incluindo a Tribuna do Norte:

PESQUISADOR DO IBOPE ACUSADO DE PEDIR PROPINA
O senador tucano Papaléo Paes (AP) denunciou ao dono do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, haver gravado uma conversa em que seu representante no Estado
exigia R$ 1 milhão para fraudar resultados. O Ibope informou não ter “representante”, mas reconhece que contrata entrevistadores temporários e “empresas fornecedoras de campo” (que fazem as pesquisas), mas não terceiriza comercialização de pesquisas. 

SEM ACESSO
O Ibope informa que as pesquisas são processadas em São Paulo e que pesquisadores e fornecedores não têm acesso aos resultados.

ACHAQUE GRAVADO
O Ibope teve acesso à gravação do senador Papaléo, e garante que o “negociador”, cujo nome não foi revelado, não trabalha na empresa.

DESCONFIANÇA
O senador Mozarildo Cavalcante (PTB-RR) desconfia do Ibope. Para ele, a fraude proposta no Amapá pode se reproduzir em todo o País.

ERROU FEIO
Mozarildo contou que em 2006, pelo Ibope, sua adversária sempre esteve à sua frente. Ele venceu com margem de 13 pontos percentuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.