#JornalismoSemFakeNews

4 de outubro de 2010 às 18:46

Walter Fonseca e o instituto que acertou na mosca

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

 

Do colunista Walter Fonseca, na sua "Primeira Mão", do Correio da Tarde de hoje, justificando os números da pesquisa Start, como os que mais se aproximaram do resultado das eleições no Rio Grande do Norte.
Eis:

Pesquisa
Para os navegantes dos mares errantes das paixões e do sectarismo partidário ou xiitismo quase que idolátrico, o colunista destaca os acertos das pesquisas Fiern/Correio da Tarde/Start. Foi essa pesquisa a que primeiro identificou o crescimento do governador Iberê Ferreira para o patamar superior a 20%, projetando para superar os 30%. Iberê saiu ontem da eleição com 36,25%. A última dessas pesquisas fechada no dia 29/09 e publicada em 02/10 projetava Iberê com 38,80% (apenas 2,65% de diferença, praticamente no limite da margem de erro que era de 2,52%)

Pesquisa I I
Foi também a pesquisa Fiern/Correio da Tarde/Start a única a mostrar uma estagnação da candidata Rosalba Ciarlini por 3 semanas seguidas e sua pequena recuperação a duas semanas da eleição, para logo depois apontar uma queda da mesma nos votos válidos decorrente da identificação de uma queda de 11% entre os eleitores na faixa de renda de até 3 salários mínimos, na cidade de Natal, maior colégio eleitoral do Estado.

Pesquisa I I I
A projeção de 49% dos votos válidos atribuídos à Rosalba pelo Start, o que sinalizava naquele momento um possível 2º turno, mostrou-se na verdade 52,46%(3,46% a mais, o que depurada a margem de erro de 2,52% resulta em um “erro” de apenas 0,94%). O Ibope mostrou Rosalba em sua última pesquisa com 56% dos votos válidos, o que descontado a sua margem de erro de 2%, ficaria em 54%(como Rosalba terminou com 52,46%, mostrando que o Ibope “ errou” por 1,54%, “erro” portanto maior que o do Start que foi 0,94%), com o detalhe que o Ibope fechou sua pesquisa 1 dia depois da do Start.

Pesquisa IV
Com relação a Carlos Eduardo, o Start mostrou que ele chegara à reta final com 11,3% e o mesmo obteve nas urnas 10,37%, com uma diferença de 0,93%, dentro portanto da margem de erro que era de 2.52%. Para os demais candidatos ao governo, a Start projetou 0,90% e os mesmos obtiveram nas urnas 0,92. Ou seja, na mosca.

Pesquisa V
Com relação ao Senado, o Start projetou Garibaldi Filho com 52,1% dos votos totais, o que representou 34,9% dos votos válidos, ou seja aqueles que são publicados com a apuração.A apuração mostrou 35,03%, apenas 0,13% de diferença, ou seja, na mosca. O mesmo aconteceu com José Agripino que foi mostrado com 47,7% dos votos totais, ou seja, 32,25% dos votos válidos, e as urnas mostraram 32,23%, 0,02% diferente.Novamente na mosca. Não foi diferente com relação a Wilma de Faria que recebera 37,9% de intenções dos votos totais da Start, o que representava 21,85% dos votos válidos e recebeu, nas urnas, 21,89%, somente 0,04% diferente.Na mosca, novamente.

Pesquisa V I
A pesqisa Fiern/Correio da Tarde/Start acertou os prognósticos em 21 das 37 cidades por ela pesquisadas, errou em 13 e empatou em 3 outras. O colunista, sem soberba e nem beligerância, desafia que mostrem, não somente a ele, mas ao público em geral, uma outra pesquisa eleitoral (seja Ibope,Vox Populi,Consult, Perfil, Gama ou Ipesp, inclusive tracking diário) que tenha maiores acertos.O silêncio sobre esse desafio será entendido, pelo colunista e pelos leitores, como concordância do que aqui neste espaço foi exposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.