#JornalismoSemFakeNews

19 de outubro de 2010 às 14:30

Repúdio pela morte trágica do jornalista F. Gomes

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

A terça-feira foi de muita revolta na imprensa potiguar.
O assassinato do jornalista F.Gomes, em Caicó, chocou todo o Estado.
Autoridades divulgaram nota de repúdio e pesar, seguindo a Federação Nacional dos Jornalistas, informada pelo sindicato local.
Eis os manifestos:

FENAJ
NOTA DE REPÚDIO
A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (SINDJORN) vêm a público repudiar a falta de segurança em nosso estado e o brutal assassinato do jornalista e radialista Francisco Gomes de Medeiros, ocorrido na noite desta segunda-feira, 18, na cidade de Caicó.
A notícia do assassinato de mais um jornalista em nosso país causa revolta e indignação, diante da barbaridade do crime contra um profissional que exercia diariamente a sua função com ética, competência e dedicação.

Está mais do que na hora das entidades de classe e à sociedade cobrar do Governo do Estado segurança e proteção para a população do Rio Grande do Norte. Está na hora da polícia sair dos gabinetes, parar de proteger quem está no poder ou quem tem dinheiro. Tem que proteger à população. Não podemos permitir que os bandidos continuem sendo o 1º poder, mandando, matando inocentes e fazendo justiça com as próprias mãos.

A orientação do SINDJORN é que todos os jornalistas adotem o luto nos seus postos de trabalho, como símbolo do repúdio ao assassinato de F. Gomes.
Nesta quarta-feira, 20, a Audiência Pública, que será realizada na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Norte para discutir os baixos salários da categoria o trágico assassinato de F. Gomes e a violência contra a classe jornalística serão colocados na pauta de discussão.

O assassinato de F. Gomes é um tiro certeiro no âmago de todos os jornalistas que não vão se intimidar, não vão se calar e vão continuar denunciando as barbáries que acontecem em nosso estado por causa da falta de segurança. Não podemos permitir esse ato terrorista contra a liberdade de imprensa que não pode ficar impune.

Federação Nacional dos Jornalistas

PREFEITA DE NATAL MICARLA DE SOUSA
Nota de Pesar

É com pesar que a Prefeita do Natal, Micarla de Sousa, lamenta a morte do jornalista e radialista Francisco Gomes de Medeiros, ao mesmo tempo que presta solidariedade a seus familiares e amigos neste momento de imensa dor.
É com a indignação dos justos que também lamentamos a forma como a vida de F. Gomes, como era mais conhecido na região Seridó, foi ceifada. Além das condolências, junto-me ao coro de justiça para que os culpados pelo crime sejam encontrados e punidos na forma da lei. 

GOVERNADORA ELEITA ROSALBA CIARLINI
NOTA DE PESAR
Recebi com surpresa a notícia do falecimento do jornalista F. Gomes. Uma pessoa que aprendi admirar, por sua ética e talento. Desejo força, luz e fé a toda família do profissional da comunicação, que aprendeu sozinho a fazer um jornalismo sério e corajoso.
Lembro-me do nosso último encontro. Foi nesse ano, em Jucurutu, quando visitei o encontro de Jipeiros. Na oportunidade estava acontecendo o IV Desafio da Serra João do Vale. O evento impulsiona o turismo da região. F. Gomes me entrevistou e levou ao ar notícias fidedignas do nosso encontro com os amigos seridoenses.
Rosalba Ciarlini
Senadora da República/ Governadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.