#JornalismoSemFakeNews

16 de março de 2011 às 1:00

Depois do PMDB, agora o PV quer destronar vereador já empossado

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar do STF ter definido que em casos de afastamento de parlamentares, assumem os suplentes dos partidos…o TSE havia definido que as vagas são dos suplentes das coligações.
E foi com base no TSE que a Procuradoria da Câmara emitiu parecer ao presidente da Casa, vereador Edivan Martins, que empossou os suplentes de coligações: Fernando Lucena, do PT, para a vaga de Hermano Morais, do PMDB…e Assis Oliveira, do PR, para a vaga do deputado federal Paulo Wagner, do PV.
E agora?
Se Rejane entrou…o que poderá acontecer com Assis Oliveira?
O suplente do PV, Dinarte Torres, que agora se acha no direito de assumir – com base na decisão que beneficiou Rejane – já tomou as providências jurídicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.