#JornalismoSemFakeNews

21 de março de 2011 às 14:02

Sinte e Prefeitura chegam a acordo e termina greve dos educadores

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em audiência de conciliação no final da manhã, entre o secretário de Educação da Prefeitura, Walter Fonseca, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação, Fátima Cardoso, e o juiz da Quinta Vara da Fazenda Pública, Geraldo Antônio da Mota, ficou decretado o fim da greve de professores da rede pública de Natal.
Dos 15, 29% de reajuste que a categoria pedia, foram concedidos 11,07%.
Do total, 6,47% serão pagos agora nos salários de março, mas incluindo o retroativo a janeiro…
No mês de abril o salário reajustado virá com o retroativo de fevereiro, também equivalente ao reajuste de 6,47%.
Em maio, quando a Prefeitura pagar os salários de abril, já fará com mais 4,32%, completando o reajuste acertado na audiência, onde o secretário Walter Fonseca negociou o tempo inteiro em comum acordo com a prefeita Micarla de Sousa, que acompanhou a audiência pelo telefone.

Segundo a decisão, assinada pelas duas partes, os 4,18% que fechariam os 15,29% reivindicados pelos professores, poderão ser pagos até o final do ano, "desde que o tal percentual não ultrapasse a Lei de Responsabilidade Fiscal", como diz o documento referendado pelo juiz Geraldo da Motta.
Participaram da audiência, além de Walter, Fátima Cardoso e do juiz, o procurador geral Prefeitura, Bruno Macedo, a promotora de Justiça Zenilde Machado, e o responsável pelo setor jurídico do Sinte.
*
Ficou acertado que, caso os professores não retornem às salas de aulas, o sindicato pagará multa diária de mil reais.
Os professores serão informados do fim da greve pelo Sinte, em assembleia marcada para as 15 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.