#JornalismoSemFakeNews

29 de abril de 2011 às 16:40

Novo desembargador do TRT só deverá ser escolhido daqui a 3 meses

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

A escolha do desembargador do Tribunal Regional do Trabalho do RN deverá demorar uns 3 meses…
A lista tríplice escolhida essa semana, com a juíza Joseane Dantas na cabeça. a juíza Maria Auxiliadora em segundo, e o juiz Bento Herculano, será enviada à presidenta Dilma Rousseff, que definirá o nome, mas até chegar a mesa de Dilma, no Planalto, a lista fará uma longa viagem.

Sairá do TRT-RN e seguirá para o TST, em Brasília.
Os nomes serão analisados pela Corte Especial…
Do TST, a lista seguirá para o Ministério da Justiça, que também fará sua análise…e em seguida para a Casa Civil do Planalto. Que levará ao birô da presidenta…
Até lá…muitas conversas, pedidos, estresses…
Em 3 meses…quantas caixas de Rivotril?
E quantas articulações?

Quem tem acesso ao TST vai tentar fortalecer um nome…e quem for mais articulado sairá mais rechonchudo para o Ministério da Justiça…onde ganhará ou perderá peso, de acordo com os lobistas da hora…
Na Casa Civil, mais conversas, pedidos…
Quando a lista chegar a Dilma chegará com os 3 nomes e os seus devidos QIs…
Os Quem Indica…
Aí valem os votos do ministro Garibaldi Filho, do ministro do TST Emmanoel Pereira, do deputado-líder Henrique Alves, da deputada-governista Fátima Bezerra, da prefeita-aliada Micarla de Sousa…
Quem tiver mais pesado…leva o cargo de desembargador. 
Mas até lá…a viagem será longa…

E voltando à última escolha, quando foi definido o desembargador para a vaga do Quinto Constitucional (essa é por merecimento):
O preferido o PT e do PMDB era o juiz Antônio Muniz.
Levou o desembargador Júnior Rego, que contou com o apoio do ministro potiguar do TST, Emmanoel Pereira.
Que virou o jogo, dito ganho por Muniz, em favor de Rego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil