Thaisa Galvão

3 de janeiro de 2012 às 10:40

CRACAS derruba a entrevista de Rosalba na Rádio Caicó [2] Comentários | Deixe seu comentário.

CRACAS…a sigla derrubou a entrevista da governadora Rosalba Ciarlini agora há pouco na Rádio Caicó.

CRACAS + FAMUSE.

Confusão na cabeça da Rosa quando foi questionada, pergunta enviada por um ouvinte, sobre o fim do convênio com o governo, e como as bordadeiras iriam receber…

Entendeu?

Nem a governadora.

Rosalba disse que o assunto seria conversado com o secretário da pasta, no caso a Sethas de Luís Eduardo Carneiro, e aí sim, ela teria a resposta.

E o Blog explica:

CRACAS é o Comitê Regional das Associações e Cooperativas Artesanais do Seridó.

FAMUSE é a Feira de Artesanato dos Municípios do Seridó, que no ano de 2011 aconteceu, de 27 a 31 de julho, no Complexo Turístico Ilha de Sant’Ana.

A FAMUSE acontece desde 1983, quando ainda era realizada ao lado da Catedral de Sant’Ana.

O bordado de Caicó é o carro-chefe da feira.

Rosalba justificou que estava com um general lhe esperando e a entrevista foi encerrada.

Na Rádio, lamentações…

2 respostas para “CRACAS derruba a entrevista de Rosalba na Rádio Caicó”

  1. marcos canelinha disse:

    pessoal de caico que votaram na rosa estão vendo na pratica o que esta acontecendo…ca de o PAPA..para falar por caico.

  2. Francisco Maguila disse:

    Todos me perguntão o que eu achei da entrevista da governadora? Vou me valer de Bertolt Brecher:

    O GOVERNO COMO ARTISTA
    1
    Na construção de palácios e estádios
    Gasta-se muito dinheiro. Nisso
    O governo se parece com o jovem artista que
    Não teme a fome, quando se trata
    De tomar seu nome famoso. No entanto
    A fome que o governo não teme
    É a fome de outros, ou seja
    Do povo.

    2
    Assim como o artista
    O governo dispõe de poderes sobrenaturais
    Sem que lhe digam algo
    Sabe de tudo. O que sabe fazer
    Não aprendeu. Nada aprendeu.
    Sua formação tem falhas, entretanto
    É magicamente capaz
    De em tudo interferir, tudo determinar
    Também o que não compreende.

    3
    Um artista pode, como se sabe, ser um tolo e no entanto
    Ser um grande artista. Também nisso
    O governo parece um artista. Dizem de Rembrandt
    Que ele não pintaria de outra maneira, se tivesse nascido sem mãos
    Assim também pode-se dizer do governo
    Que não governaria de outro modo
    Tivesse nascido sem cabeça.

    4
    Espantoso no artista
    É o dom da invenção. Quando ouvimos o governo
    Descrevendo a situação, dizemos
    Como inventa! Pela economia
    O artista tem apenas desprezo, e bem assim
    É notório como o governo despreza a economia. Naturalmente
    Ele tem alguns ricos patronos. E como todo artista
    Vive do dinheiro que arrecada.

    Salve Bertolt Brecher e salve-se quem poder da rosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*