#JornalismoSemFakeNews

26 de novembro de 2012 às 18:09

Para Raimundo Fernandes, sindicato ‘se intromete indevidamente’ em questões da Assembleia

[1] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Raimundo Fernandes (PMN), segundo secretário da mesa diretora da Assembleia Legislativa, rebateu agora, em telefonema para o Blog, a declaração do presidente do sindicato dos servidores do Tribunal de Contas do Estado, Romildo Vilar Ribeiro Dantas Júnior.

Em nota enviada à imprensa, Romildo disse que, caso o nome indicado pela Assembleia Legislativa não cumprisse os requisitos, o sindicato entraria com ação popular ou mandado de segurança, para impedir a nomeação.

Para Raimundo Fernandes, “a avaliação das condições de qualquer nome a ser indicado para o Tribunal de Contas depende exclusivamente da Assembleia Legislativa”.

De acordo com o segundo secretário da Casa, “a interferência de qualquer sindicato na decisão da Assembleia é absolutamente descabida, até porque não está autorizada pela Constituição”.

Raimundo Fernandes repetiu que a indicação, neste caso que é de responsabilidade da Assembleia, cabe aos parlamentares, eleitos pelo povo.

“Cabe aos senhores 24 deputados a indicação de qualquer cidadão ou cidadã para ocupar esta vaga. Até porque quem está lá é porque obteve quase 40 mil votos. Portanto, continuo repetindo que o sindcato dos servidores do Tribunal de Contas não tem a menor autoridade para interferir. Pode até torcer, porque criança torce. O que o sindicato está tentando fazer não passa de intromissão indevida”, encerrou Raimundo Fernandes.

 

Uma resposta para “Para Raimundo Fernandes, sindicato ‘se intromete indevidamente’ em questões da Assembleia”

  1. Rodrigo Moura disse:

    este desenformado é primo do dep Fabio Dantas, dai a opinião dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil