#JornalismoSemFakeNews

2 de dezembro de 2012 às 22:50

PMDB rompe com o governo Rosa depois de garantir votos do DEM na eleição da Câmara

[3] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Rosalba Ciarlini e o marido-chefe da Casa Civil, Carlos Augusto Rosado, conversaram neste domingo com o ministro da Previdência, Garibaldi Filho.

Na pauta, o fica ou sai do PMDB da base aliada do governo Rosa.

Conversa aparentemente sem definição…mas, com prazos estabelecidos.

O PMDB só rompe com o governo em março.

Depois do DEM cravar o voto no deputado Henrique Alves, na eleição para presidente da Câmara Federal.

*

Na conversa deste domingo, Gari não disse com todas as letras que vai deixar o governo.

A governadora acenou com melhorias na gestão.

Garibaldi estabeleceu março como prazo para definição.

Mesmo sabendo, ele e ela, que de dezembro a março, nada no governo mudará.

Vem fim de ano, festas, verão, recesso parlamentar…carnaval.

Eleição da Câmara com votos do DEM…

E rompimento.

Sob alegação de que o governo não cumpriu com a promessa de melhorar…

O que é certo, prego batido e ponta virada, é que o PMDB não continuará apoiando o governo do DEM.

Palavra do Planalto.

 

3 respostas para “PMDB rompe com o governo Rosa depois de garantir votos do DEM na eleição da Câmara”

  1. José Maria de Souza Luz Filho disse:

    Garibaldi mudou desde a eleição de Walter Alves a Presidência da Assembléia. O PMDB sair da base do Gov. Rosalba, simplesmente é porque se observou que a oposição não tem um nome capaz de derrubar uma candidatura Rosalba. Então se observou que deveria colocar o nome dele mesmo e conseguir novamente o Governo do Estado. Na minha opinião, o nome de Garibaldi era o único nome da família Alves que era diferente, mas hoje eu vejo que com a política tudo é diferente. Como diz a Vice-Prefeita eleita de Natal, as coisas mudam conforme as nuvens. Lamentável…

  2. Maurício Giovani disse:

    O uqe se extrai da lição é de que quase todos os partidos agora estão contra o DEM. No Brasil só restam RN e Bahia de opisição. o resto, é tudo amigo do Poder, seja ou não com amantes mantidas às custa do dinheiro do contribuinte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil