#JornalismoSemFakeNews

3 de dezembro de 2012 às 20:39

Paulo Davim critica governos por não oferecerem apoio psicológico às famílias que perderam os filhos

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vice-presidente da CPI do Tráfico de Pessoas, do Senado, que promoveu audiência pública hoje na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, o senador Paulo Davim (PV) criticou o posicionamento do governo em relação às famílias das 5 crianças desaparecidas no bairro Planalto, na capital potiguar, há 14 anos.

Para Davim, o governo não garantiu suporte psicológico às famílias que tiveram seus filhos tomados pelo tráfico de pessoas.

Governos de 14 anos, por onde passaram a atual governadora Rosalba Ciarlini, os ex-governadores Iberê Ferreira e Wilma de Faria…e o ex-governador e atual ministro, Garibaldi Filho…senador da cadeira ocupada por Davim.

Foi através de Paulo Davim que o assunto voltou à tona.

Hoje, na audiência, ficou acertado que o delegado Bem-Hur Medeiros, titular da Delegacia de Capturas (Decap), passará a investigar o caso…

Certamente que não será fácil, 14 anos depois.

As crianças desapareceram entre novembro de 1998 e dezembro de 2001, durante o governo Garibaldi.

Mas a Polícia Civil do RN só retomará o caso se a Polícia Federal não entrar, como solicitado em maio passado, na primeira audiência realizada em Natal.

Presidente da CPI, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)  também participou da audiência na Assembleia Legislativa.

Senadores Vanessa e Davim, presidente e vice da CPI (Fotos: Márlio Forte)

Famílias apresentaram fotos das crianças desaparecidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Perfil