Thaisa Galvão

11 de dezembro de 2012 às 2:40

Experimento da UFRN é lançado em foguete no Maranhão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um receptor de GPS desenvolvido na Universidade Federal do Rio Grande do Norte fez parte da lista de experimentos instalados em um foguete lançado nesta segunda-feira no Maranhão.

Eis o texto da reportagem veiculada no Jornal da Globo:

 

*

A Aeronáutica concluiu com êxito na base de Alcântara, no Maranhão, o lançamento do foguete VS-30 Orion, teste para futuros disparos de foguetes maiores.

O foguete, com nove metros de comprimento e pesando quase duas toneladas, levou cinco experimentos, um deles da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que está desenvolvendo um receptor de GPS, um sistema de localização via satélite para uso espacial.

O IAE, Instituto de Aeronáutica e Espaço da Força Aérea brasileira, está testando dois novos dispositivos de segurança para futuras missões espaciais. Os componentes mecânicos e eletrônicos seriam capazes de evitar uma tragédia, como a explosão do veículo lançador de satélite, há nove anos, que matou 21 pessoas na base de lançamentos de Alcântara.

“São equipamentos de segurança. Acabam fazendo uma função que evita ter uma ignição intempestiva como ocorreu em 2003”, diz o tenente-coronel Cezar Demétrio, diretor do CLA (Centro de Lançamento de Alcântara. O foguete subiu a 428 quilômetros de altitude e fez a trajetória prevista pelo centro de operações.

O VS-30 fez um vôo de 11 minutos e depois caiu no Atlântico. Com esse tipo de missão, o centro de Alcântara se prepara para o lançamento do VLS a partir de 2014. A nova torre para o veículo lançador de satélites já foi montada na base de Alcântara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.