Thaisa Galvão

16 de julho de 2013 às 10:21

Sem aumento garantido por lei, auxiliares da Prefeitura começam a gritar ‘êpa’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, poderá enfrentar uma dificuldade grande com sua equipe, no momento vivendo os 200 dias de idealismo e amor pela capital do Rio Grande do Norte.

Tirar a cidade do caos em que se encontrava terminou virando um desafio coletivo, do prefeito Carlos Eduardo e de sua equipe.

O hino era um só: ‘a gente consegue’.

Mas, passados os dias de idealismo, eis a realidade.

Toda a equipe da atual gestão foi nomeada dentro de uma realidade: em poucos meses, teria o salário reajustado, com base na lei aprovada pela Câmara Municipal no final do ano passado.

Lei que reajustava salários de prefeito, vice, secretários, coordenadores.

Diante do grito das ruas, o prefeito preferiu empurrar o aumento com a barriga.

E os auxiliares começam a ser ver em dificuldades, segundo muitos comentam pelos 4 cantos da cidade.

Muitos deixaram outras ocupações após fazer cálculos e chegar à conclusão que dava pra segurar o baixo salário por poucos meses…

E o tempo vai passando e as contas dos auxiliares que contavam com o reajuste, garantido por lei, vão enchendo as cadernetas…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*