Thaisa Galvão

29 de julho de 2013 às 22:15

Rosalba anuncia corte nos gastos, redução de frotas, suspensão de diárias e contratações [2] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Rosalba Ciarlini terminou uma reunião com seu secretariado anunciando as seguintes decisões:

 

A partir de agora, para conter despesas, estão suspensas as concessões de gratificações, estão proibidas as contratações de cargos comissionados e suspensas viagens.

 

Na reunião que durou 3 horas, a governadora ouviu de cada secretário relato das metas que se propõem a executar para ajudar na redução do custeio da máquina.

A partir de agora essas reuniões acontecerão semanalmente, para que a governadora possa cobrar diretamente de sua equipe.

Também ficou definido que haverá um rígido controle nos gastos com diárias ( só serão preservadas as consideradas extremamente essenciais), controle nos gastos com combustíveis, uma revisão em todos os contratos de locação de veículos, e para a próxima semana ficou programado um mutirão na saúde para a realização de cirurgias, como forma de desocupar leitos.

Todas as secretarias terão de reduzir a sua frota, menos a Segurança.

Foto: Ivanízio Ramos

2 respostas para “Rosalba anuncia corte nos gastos, redução de frotas, suspensão de diárias e contratações”

  1. Manoel Douglas Rufino. disse:

    Essa contenção de gastos, era para ser feito desde do início do Governo, entretanto só fez olhar pelo retrovisor, alegando algo que muito peculiar entre os gestores. Mas continuou fazendo pior: gastos execivos de diárias, em números cargos comissionados, exorbitante gastos de publicidade anganosa, isso tudo atrelado alto consumo de combustível. Tudo isso compromete a máquina administrativa, sobre os investimento.

  2. Jairo de Sousa Abel disse:

    É claro que medidas de contenção de gastos são necessárias. No entanto, não entendemos porque a governadora levou tanto tempo para tomar essa decisão, uma vez que essa crise estava anunciada, pois, enquanto as despesas aumentavam, a receita vinha caindo todos os meses. Por outro lado, se a governadora não amplar o corte, inclusive passando ela redução de secretarias e cargos comissionados, não resolverá o problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.