Thaisa Galvão

31 de julho de 2013 às 15:25

Como o Blog vinha prevendo, governo desistiu de aumentar em 2 anos o curso de Medicina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

He he he

Tem como começar uma nota…rindo?

 

O governo federal desiste de aumentar em dois anos o curso de Medicina.

O anúncio foi feito agora há pouco pelo ministro de tudo – menos de Educação – Aloizio Mercadante.

O ministro não admite que a decisão tem a ver com os constantes protestos dos médicos pelo Brasil afora, e justifica que o Planalto acatou proposta da comissão de especialistas coordenada pelo ex-ministro Adib Jatene.

Mas, para não dizer que…desistiu…o governo propõe que os dois anos a mais sejam destinados à residência médica …não obrigatória.

 

*

Agora…

Explicando a risada do começo do texto…

Leia o que o Blog publicou no dia 9 de julho:

 

 

Primeiro caiu a popularidade da presidente Dilma Rousseff…

Depois caiu a proposta de Constituinte exclusiva…

Caiu a Cura Gay…

Caiu o plebiscito…

Há quem jure, de pés juntinhos, que a próxima coisa a despencar será a decisão de dois anos a mais para o curso de Medicina…

#opovoquerfalar

#vemprarua

 

*

E no dia 10 de julho:

 

 

Esse é um país que vai pra trás…

Ô, ô, ô, ô, ô…

 

Primeiro foi pra trás a popularidade da presidente Dilma Rousseff…

Depois  a proposta de Constituinte exclusiva…

Foi pra trás também a proposta da Cura Gay…

Do plebiscito…

 

Agora há pouco foi pra trás a decisão tomada ontem, pelo Senado, que permitia a eleição de parentes para o cargo de suplente de Senado.

Mais uma queda…

Mais um pra trás…

 

E como o Blog vem dizendo, há quem jure, de pés juntinhos, que a próxima coisa a despencar será a decisão estender por mais dois o período do curso de Medicina…

#opovoquerfalar

#vemprarua

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*