Thaisa Galvão

3 de junho de 2014 às 8:13

PMs vão à Assembleia acompanhar análise do projeto que reajusta salários [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Se a rua da Prefeitura, ao lado da Assembleia Legislativa, já está fechada impedindo a passagem de veículos, o tumulto tende a aumentar nos próximos instantes.

Policiais militares se concentrarão na frente da Assembleia Legislativa a partir das 9 horas, para acompanhar a reunião da Comissão de Constituição e Justiça que vai analisar o projeto de Lei Complementar que permite a reposição salarial de policiais e bombeiros militares em 32%.

 

 

3 de junho de 2014 às 7:49

Chapa do PSD e PT recebe apoio de lideranças de São Tomé e apresenta candidatura de comandante da PM [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A campanha do governadorável Robinson Faria recebeu apoio, nesta segunda-feira, de dois ex-prefeitos do município de São Tomé: Babá e Estrela.

Babá, inclusive, atuante no município pelo PSB.

Cinco vereadores também integraram o grupo que declarou apoio a Robinson e à senadorável Fátima Bezerra.

E nesta segunda, o presidente do PSD apresentou um nome para a nominata do partido, na intenção de fortalecer a legenda e acabar com a reclamação dos deputados, que dizem não terem coligação para ajudar a puxar votos.

O nome apresentado foi o do Major Fernandes, da Polícia Militar, pré-candidato a deputado estadual.

O Major é comandante da 1ª. Companhia Independe de Macau, que abrange Guamaré, Pendências, Alto dos Rodrigues, Jandaíra e Galinhos, e já comandou as companhias sediadas em Ceará Mirim e João Câmara.

 

Resta saber se, ainda no cargo, sem ter se desincompatibilizado em abril, o Major vai poder disputar.

 

*

 

Atualizando: no caso de militares, a desincompatibilização pode ser feita até às vésperas da convenção.

 


20140603-075113-28273975.jpg

 

3 de junho de 2014 às 7:32

Dois dias de rua fechada em Natal sob o olhar despreocupado do Executivo, Legislativo e Judiciário [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Segundo dia seguido com a rua Ulisses Caldas, endereço da Prefeitura de Natal, interditada.

Sob os olhos das autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário, a dois passos da Prefeitura, da Assembleia e do Tribunal de Justiça, a via pública foi fechada impedindo o ir e vir de quem não tem nada com a greve dos servidores do Município.

O engraçado é que a população respeita a greve. 

Apóia, até, por entender que reivindicações são justas.

Mas, os grevistas não respeitam a população.

Fecham ruas.

Atrapalham a vida de quem tenta sair de casa para cuidar da vida.

Desde ontem que os servidores da Saúde do Município estão acampados em frente ao Palácio Felipe Camarão.

Até banheiro químico tem.

Eles estão, literalmente, hospedados na frente da Prefeitura.

Ontem à tarde, muita cantoria.

Paródias contra o prefeito Carlos Eduardo, falando de promessas de campanha não cumpridas com a saúde.

Paródias contra o secretário de saúde Cipriano Maia, falando em corte de ponto dos grevistas.

Enquanto isso a população que não tem nada a ver com uma coisa nem com outra, além de não dispor do atendimento, já que muitos serviços são suspensos com uma greve, ainda não conseguem…passar.

 

Foto: Rodrigo Rafael

 

20140603-073353-27233433.jpg

3 de junho de 2014 às 1:42

Erick Pereira afirma que reunião do DEM não impede Rosalba de tentar candidatura via convenção e adianta que campanha será judicializada [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Entrevistado nesta segunda-feira na 98FM, o advogado Erick Pereira, Doutor em Direito Constitucional, confirmou o que vem afirmando o Blog, com base nas declarações do senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM.

Para ele, a reunião do diretório do DEM foi apenas um indicativo, já que a decisão que vale será a da convenção do partido.

 

"A reeleição é um direito constitucional, então não é nem uma questão partidária. Mas o fato que eu acho que tem que ser ventilado, é que quem traça as diretrizes para as convenções é o diretório nacional. Ele teria até o dia 6 de abril para traçar as diretrizes para os estaduais obedecerem. E essa reunião de hoje, pelo que eu li, ela é mais um mero indicativo. Porque o que vale, numa discussão como essa, primeiro é a diretriz, se o nacional traçou ou não as diretrizes, e norma geral e abstrata para o Brasil inteiro com quem deve se coligar, preferencialmente quais são os partidos que vão se coligar. Se não traçou, você vai ter aí o debate, o palco correto que é a convenção, de 10 a 30 de junho. O partido, nada impede de fazer quantas reuniões quiser. Mas, o local que vai se definir efetivamente coligações, sejam proporcionais ou majoritárias, é nas convenções e não em reuniões de diretórios".

 

Para o advogado Erick Pereira, a governadora Rosalba Ciarlini, se quisesse, nem precisaria ter ido à reunião do DEM.

 

"Eu acho que o estresse dela hoje não precisaria ter sido tanto. A não ser se existir uma estratégia de vitimização, de construção eleitoral, esse aspecto social, esse aspecto político, aí eu não entro nesse debate, mas no aspecto jurídico, o campo para se debater é nas convenções", disse o advogado, explicando que a convenção do partido é soberana e que ninguém impede a governadora Rosalba Ciarlini de participar. Ninguém impede que ela participe das convenções, isso aí não há possibilidade de impedimento. As convenções são soberanas e você tem nas convenções um eleitorado muito diferente do eleitorado das executivas. Se ela tiver esse direito negado pela convenção, o partido resolver não lançar, aí sim, ela não tem como discutir nem na justiça".

 

Na entrevista à 98FM, o advogado Erick Pereira foi questionado sobre a possibilidade do TSE reverter a pendência eleitoral que poderá impedir sua candidatura.

"Eu não tenho essa capacidade de imaginar o que vai acontecer no judiciário, até porque são 7 ministros que vão decidir. Eu acho que o problema não é nem a inelegibilidade, a questão é de tempestividade. Os advogados não propuseram recurso no prazo à decisão da juíza de primeiro grau que acatou ação do promotor. O procurador eleitoral também entendeu como perda de prazo e a unanimidade do TRE reiterou. Na liminar que manteve a governadora no cargo, a ministra Laurita Vaz também alertou para essa dificuldade. Então a questão nem é de inelegibilidade, mas de tempestividade, de perda do prazo".

 

Para o advogado Erick Pereira, a judicialização que marcou a eleição de Mossoró poderá ser mais forte no âmbito estadual.

 

"Eu acho que nós vamos ter uma judicialização muito forte nessas eleições no Rio Grande do Norte, mais forte do que aconteceu em Mossoró, que foi uma peculiaridade dos acontecimentos. Mas eu acho que, pelo que a gente está vendo, a justiça está sendo muito célere, muito firme, já começou a multar aqueles que acham que podem ultrapassar as regras eleitorais estão recebendo multas. Eu acho que tem de se dar um grau de respeitabilidade à justiça eleitoral, tem que se dar um grau de confiança à justiça eleitoral, e dizer que a disputa, quanto mais obediente às regras que são postas pela justiça eleitoral, menos o juiz vai aparecer e mais ganhará o eleitor em poder fazer esse debate democrático que nós vamos ver na propaganda eletrônica que começa com o horário eleitoral gratuito".

3 de junho de 2014 às 0:28

Reunião do DEM não delibera contra candidatura de Rosalba como se tem divulgado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não é bem como tem se divulgado.

O DEM não impediu a governadora Rosalba Ciarlini de tentar reeleição.

O senador José Agripino deixou muito claro, nas entrevistas que concedeu na sede do DEM, logo após a reunião do diretório, que Rosalba tem direito legal de colocar seu nome para votação na convenção.

E deixou mais claro ainda que a reunião do diretório era uma "instância consultiva", sendo a convenção a "instância deliberativa".

Portanto, como mostrou o senador, a reunião foi uma reunião.

E só.

3 de junho de 2014 às 0:27

DEM define adversário de Rosalba: Henrique [4] Comentários | Deixe seu comentário.

Mesmo sem definir o futuro político da governadora Rosalba Ciarlini, o diretório do DEM definiu quem será o adversário de Rosalba daqui por diante.

Se engana quem acha que seu adversário de campanha será seu vice-desafeto Robinson Faria (PSD).

A partir dessa reunião, prego batido e ponta virada. 

Rosalba tem, agora, dois adversários: o deputado-governadorável Henrique Alves (PMDB) e o deputado federal Felipe Maia (DEM).

Contra Henrique, Rosalba, se não for candidata, chamará o seu exército – que não é tão pequeno como julgam – e orientará a fortalecer Robinson.

Contra Felipe, tentará secar a base dele em Mossoró.

3 de junho de 2014 às 0:17

Partilha questionada [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na distribuição de bases, na campanha proporcional federal comandada pelo PMDB, tem votos saindo do PMDB para o PDT de Sávio Hackradt e até para o PSDB de Rogério Marinho.

Só não está sobrando nada para o PSB de Sandra Rosado, de Mossoró.

Em Mossoró, o governadorável Henrique Alves tem compromisso para federal com a ex-prefeita Fafá Rosado, ex-democrata e agora filiada ao PMDB.