#JornalismoSemFakeNews

31 de outubro de 2014 às 17:51

Prefeito garante que tem aval da Justiça Eleitoral para mais uma briga de gigantes

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Só em 2014, o prefeito de Mossoró enfrentou duas brigas de gigantes no município, e já está se preparando para mais uma.

Para Francisco José Júnior, o momento é de focar na gestão e de transformar Mossoró, porém, com o olho num futuro próximo e no desejo de ir além dos dois anos e meio que lhe foram conferidos na eleição suplementar.

Juridicamente, garante que não há nada que lhe impeça de disputar a reeleição.

 

Thaisa Galvão – A eleição suplementar foi o primeiro embate do prefeito de Mossoró com os grandes grupos. Você enfrentou Sandra Rosado, Larissa Rosado, Garibaldi Filho, Henrique Alves, José Agripino. Na eleição estadual acrescente-se a estes nomes Fafá Rosado e Leonardo Nogueira. Nos dois casos os grandes grupos foram derrotados. O que está acontecendo?

Francisco José Jr – O eleitor está mais exigente e reconhece, como está mais politizado e antenado, reconhece um trabalho sério.  A marca da nossa gestão vem sendo transparência, seriedade e eficiência. É a primeira vez que um prefeito de Mossoró faz uma auditoria na sua folha de pagamento, nós fizemos. Estamos fazendo um cadastramento biométrico e vamos implementar ponto eletrônico em toda a estrutura do Município. No nosso governo só vai receber salario quem trabalhar, só vai receber hora extra e plantão, quem der. Além disso estamos ampliando e reformando 18 escolas, abrimos uma nova Base Integrada Cidadã, temos três UPAs, em Natal são duas e nós temos três, e com um diferencial: temos serviço de ortopedia, plantão odontológico que as UPAs de Natal não tem. Obras que tiramos do papel, adormecidas desde 2007, tudo isso em pouco tempo. Então a população reconhece isso e a nossa boa avaliação foi fundamental para o sucesso dessas urnas. E essa classe política de Mossoró, que ainda tem mandatos, porque são deputados de Mossoró, estavam boicotando a nossa gestão. Aí a população deu o recado.

 

Thaisa Galvão – A oposição ao seu nome em Mossoró costuma dizer que você teve sorte pois nunca passou de um vereador de 2 mil votos. Mas que tanta sorte é essa?

Francisco José Jr – Deus ajuda a quem trabalha. Eu sou uma pessoa que tem muita fé e estou cumprindo uma missão, Não acredito só em sorte, acredito em trabalho. Porque como é que se explica, o deputado Galeno, por exemplo, de São Miguel, foi o nosso candidato no lugar do meu pai que acabou não sendo, foram 40 dias de campanha e o deputado tirou 12.300 votos. Tirou 3 mil votos a mais do que o deputado Leonardo Nogueira. Isso é sorte? Deixo essa interrogação. Como é que o deputado Fábio Faria que em outras eleições tirou 3 mil votos, agora tirou 12.400? Como é que Robinson, um simples desconhecido, deu essa virada? Se for sorte, quero continuar com essa sorte porque, graças a Deus, todos os nossos candidatos estão ganhando as eleições. Ontem mesmo tivemos a vitória do presidente da Câmara, do PSD, Jório Nogueira, e como eu disse, quem trabalha Deus ajuda, e quem está com Deus está com sorte.

 

Thaisa Galvão – Você tem um vice do PT, Luís Carlos. O Planalto já deu sinais de que vai colaborar com sua gestão?

Francisco José Jr – O governo federal já vinha ajudando nessa minha administração, era um parceiro que eu tinha forte. A deputada Fátima Bezerra vem me ajudando. Nós conseguimos 14 médicos do programa Mais Médicos, casas do Minha Casa Minha Vida, ambulância, carros para conselhos tutelares, tudo isso em pouco tempo. E agora com certeza vamos ter uma ajuda ainda maior, porque Fátima sai de deputada para Senado, tem muita força com o PT e o PT tem duas secretarias no nosso governo, tem o vice-prefeito, então é uma parceria que vem dando certo.

 

Thaisa Galvão – Como está sua relação com os servidores? Você enfrentou a greve na Saúde e certamente não foi a última…

Francisco José Jr – Melhor impossível. Ficamos arranhados por esse período, mas é porque estávamos analisando todos os impactos na folha de pagamento e esse plano de carreiras é de 2007. De lá pra cá ninguém fez nada, ninguém implantou. E nós atendemos 8 pontos cruciais do pleito da categoria e eles saíram felizes, muito motivados, e tenho certeza que a saúde será outra após essa greve. Nunca tive problema com servidor, também como presidente da Câmara, até porque só acredito em serviço público eficiente tendo um servidor reconhecido e motivado. Esse é nosso objetivo, reduzir a folha, com a biometria e o ponto eletrônico, para valorizar os servidores do Município.

 

Thaisa Galvão – E o futuro de Francisco José Júnior, já está traçado? Vai pra reeleição?

Francisco José Jr – As pessoas falam em sorte, pois eu tive sorte de, como presidente da Câmara, assumir a Prefeitura na interinidade, mas tive a competência e o dinamismo de transformar essa oportunidade em vitórias. E como sou de muita fé, Deus está no comando de tudo, e eu acredito nessa luz divina que está me iluminando e o futuro pertence a Ele. Estou preocupado agora em fazer a melhor administração que um prefeito já fez na cidade, e se isso vai credenciar para projetos futuros, quem vai dizer é o povo. Acredito que irei para reeleição porque é pouco tempo para trabalhar, quatro anos é pouco, imagine dois anos e meio. Acredito que precisarei de mais tempo para fazer as mudanças necessárias.

 

Thaisa Galvão – Juridicamente, você pode tentar reeleição? Fala-se que este já éo seu segundo mandato.

Francisco José Jr – Certeza que posso, até porque eu só tenho um diploma de prefeito proferido pelo TRE, e eu assumi de forma interina por determinação da Justiça Eleitoral que afastou a prefeita e se eu não assumisse que perderia meu mandato, teria que renunciar. E nós temos uma decisão do ministro Delgado, do TSE, afirmando que o presidente da Câmara assumindo um mandato tampão ele pode ir pra uma reeleição, assim como onze jurisprudências de Tribunais Regionais Eleitorais pelo país. Estamos bastante tranquilos e convictos que podemos ser candidato.

 

Thaisa Galvão – Numa disputa pela reeleição, quem você vai enfrentar pela frente? Rosalba, Sandra Rosado, Larissa Rosado, Fafá Rosado…outra briga de gigantes em Mossoró…

Francisco José Jr – Já foram duas brigas de gigantes. A primeira foi enfrentar a deputada Larissa, que saiu quase eleita da disputa com Cláudia Regina. Ela era a prefeita de fato e perdeu por uma diferença muito pequena, na reta final. E aí na suplementar ela tinha o reforço do PMDB mas nós conseguimos derrotar. E agora na estadual, além de toda a classe política, ainda teve o apoio de Cláudia e de Fafá e derrotamos novamente. Então a gente está tranquilo para enfrentar qualquer adversário. Não estamos preocupados com isso agora, mas qualquer que seja o adversário, se nossa administração estiver bem avaliada, e com certeza teremos também o apoio do governador Robinson Faria, então não estaremos mais sozinhos e acreditamos que chegaremos fortes numa reeleição.

IMG_9534.PNG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.