#JornalismoSemFakeNews

6 de abril de 2015 às 11:06

Para Wilma, fim das coligações irá acabar com legendas de aluguel

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente do PSB no Rio Grande do Norte, a vice-prefeita e ex-governadora, Wilma de Faria, considera interessante a PEC que acaba com as coligações nas eleições proporcionais.

“Essa questão nosso partido coloca como positive. Temos uma representação de pequena para média, com 35 deputados federais e 7 senadores, crescemos na última eleição”, disse Wilma, consciente de que, apesar do crescimento do PSB em nível nacional, o partido perdeu a representação federal no Rio Grande do Norte e reduziu a representatividade na Assembleia Legislativa.

Para Wilma, a PEC aprovada irá corrigir falhas nos resultados das eleições, que muitas vezes concede um mandato a quem quase nem foi votado, e tira de quem obteve uma boa quantidade de votos.

“É importante porque vai sempre eleger os candidatos viáveis, fortalecer o partido, e isso acaba com as distprções, com as coligações de última hora, reduz as legendas de aluguel”.

Candidata sem sucesso nas eleições de outubro passado, quando perdeu para a petista Fátima Bezerra a disputa pela única vaga do Senado, Wilma crê que, com o novo modelo adotado com a reforma política, ninguém mais será mandatário de partido.

“Ninguém mais será o dono do partido, e sim seu líder”.

Para a vice-prefeita, que não se adianta, mas deverá disputer um mandato de deputada federal nas eleições de 2018, “no Rio Grande do Norte não vai ser fácil, pois são quase 2 milhões de eleitores e apenas 8 vagas na Câmara. Os partidos terão que rever suas estratégias”, disse a ex-governadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.