#JornalismoSemFakeNews

14 de maio de 2015 às 12:29

Inquérito contra clínica neurológica foi aberto após denúncias ainda durante o governo Rosalba

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

As investigações do Ministério Público Estadual na Clineuro não foram iniciadas agora.

Foi o governo Rosalba Ciarlini que fez as primeiras denúncias ao Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas e Ministério Público de Contas, com base em demissões de profissionais estatutários que preferiam trocar o serviço fixo com o Estado por contratos via cooperativa com a clínica suspeita.

A Procuradoria do Estado entrou com ação depois de ser informado que profissionais propuseram à Secretaria de Saúde, o valor de R$ 3.600,00 reais por cada plantão de 12 horas para cada um dos cinco neurocirurgiões de plantão, ao contrário dos R$ 2.500,00 fixados no governo Rosalba.

A ação assinada pelo procurador Cristiano Feitosa, que foi procurador-geral até o ano passado, fez com que o Ministério Público abrisse inquérito criminal contra os suspeitos.

Para não ser detido, o responsável pela clínica pagou fiança de 100 mil reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.