#JornalismoSemFakeNews

31 de maio de 2015 às 12:56

Em visita surpresa, presidente da TAM quis saber sobre acessos ao Aeroporto de São Gonçalo, disse superintendente

[1] Comentários | Deixe seu comentário.

Superintendente do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, o Aeroporto de São Gonçalo, Ibernon Martins, do Consórcio Inframérica, confirmou agora ao Blog a visita-surpresa da presidente da TAM, Cláudia Sender.

Acompanhada dos representantes do grupo LATAM (LAN e TAM), que não conheciam o novo aeroporto de Natal, Sender chegou por volta das 11h30 da quinta-feira e foi recebida pelo superintendente.

O grupo percorreu as instalações internas do aeroporto, a área operacional, e fez muitas perguntas.

Foram cercar de duas horas, segundo Ibernon Martins, confirmando que o grupo também visitou, no mesmo dia, os aeroportos de Fortaleza e Recife.

As visitas fazem parte do estudo do grupo para escolherem o aeroporto onde será instalado o Hub que a TAM planeja para a região Nordeste do Brasil.

“Eles elogiaram muito o aeroporto e deixaram claro que não existe nenhuma situação de ‘já está escolhido o lugar’. Até o final do ano será anunciada a escolha”, afirmou Ibernon, reforçando que os acessos ao aeroporto são de extrema importância para que o Rio Grande do Norte permaneça na disputa.

“Ela perguntou pelos acessos. Foi enfática em perguntar pelos acessos. Eu falei que as obras foram retomadas pelo Governo do Estado, que a primeira viga do viaduto estava sendo colocada e a segunda viga seria cologada no dia seguinte”, afirmou Martins, confiante que as obras serão concluídas em tempo.

“Estamos confiantes que o Governo vai cumprir, e é muito importante que se cumpra”, declarou ao Blog o superintendente do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Uma resposta para “Em visita surpresa, presidente da TAM quis saber sobre acessos ao Aeroporto de São Gonçalo, disse superintendente”

  1. O Rio Grande do Norte é politicamente insignificante. Tem o peso de uma pena de colibri. Sua bancada na Câmara Baixa é das mais raquíticas. Oito 'incelenças' apenas.

    Mas há quem se ufane e diga que a bancada potiguar tem prestígio até para indicar nomes ao primeiro escalão… É a tal da amnésia seletiva usada para 'esquecer' que a indicação de ministros oriundos do RN nem sempre é lá tão republicana assim.

    Melhor lembrar que no Nordeste, desde os tempos do Império, tudo que tem realmente alguma importância só acontece em três de seus entes federativos: Bahia (39 deputados federais), Pernambuco (25) e Ceará (22). O resto é papo-furado.

    Tomara ser equívoco meu, mas tudo leva a crer que nessa história do 'hub da Latam', o RN mais uma vez 'entrou num oito'.

Deixe uma resposta para Paulo Sérgio Martins Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.