#JornalismoSemFakeNews

8 de junho de 2015 às 6:28

Moradores de Areia Preta fazem movimento nas redes sociais pedindo segurança para o bairro

[2] Comentários | Deixe seu comentário.

Moradores de Areia Preta, em Natal, assustados com o número crescente de assaltos entre as ruas Pinto Martins e Governador Sílvio Pedrosa, começaram neste domingo, um protesto através das redes sociais.

Eles pedem apoio da sociedade para pedir chamar atenção do governador do Estado e da secretária de Segurança, marcando o perfil dos dois nas redes (@robinsonfaria  @kalinaleite_ ) e usando a hasteg #maispoliciaemareiapreta

Na rua Sílvio Pedrosa moram o governador e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves.

Areia Preta é vizinho a Mãe Luíza, considerado um dos bairros mais violentos de Natal.

  

2 respostas para “Moradores de Areia Preta fazem movimento nas redes sociais pedindo segurança para o bairro”

  1. Raimundo Junior disse:

    Prezada Thaisa,

     

    Sou morador de Mãe Luiza e conheço bem a realidade daquele local. Lá a maioria das pessoas é bem e já habitam o bairro desde a sua fundação, pessoas que viram o bairro se desenvolver e passar de geração para geração.

    Não concordo que tudo que ocorra nas adjacências seja fruto só de pessoas delituosas que ainda vivem atormentando a comunidade. Porque o que sempre vemos nos noticiários é que todos os fatos ocorridos nas imediações da paria de Areia Preta e culpa de Mãe Luiza.

    O que precisa é de uma ação mais bem organizada do Estado, não adianta arranjar um culpado porque é o mais frágil. É mais fácil direcionar as atenções dos milhares de eleitores que votaram em um prefeito e um governador que não se integram, não praticam uma política de convergência, ou seja, é melhor apontar um culpado do que cumprir com o dever de casa.

    Se o governador que ser reconhecido como o Governo da segurança, precisa pensar de forma mais inteligente. Quantas pessoas conhecemos que já sofreu algum tipo de agressão, que seja, assaltado, furto ou etc.

    Uma das ações do governo que não empreende nenhum resultado eficaz são as abordagens aos ônibus urbanos. Veja bem, eu já fui vitima de assalto dentro de ônibus, porém os assaltantes não estavam dentro do coletivo e sim em paradas, é sempre a mesma prática, eles sobem em uma parada e descem em outra, por isso que não vemos eficácia nas operações de prevenção da policia.

    Não adianta apontar apenas um culpado pela insegurança que vivemos há muito tempo. O que precisa é que as ações sejam planejadas de forma sistemática é não simplesmente para atos momentâneos. Infelizmente não é fácil para ninguém a situação que hoje vivemos, para não falar do que já passou.

    TODOS NÓS QUEREMOS E MERECEMOS SEGURANÇA.

    EU APOIO A O PEDIDO DOS MORADORES DE AREIA PRETA, ASSIM COMO APOIO OS DE FELIPE CÂMARÃO, PLANALTO, REDINHA, PETROPLIS, NEOPOLIS, PONTA NEGRA, GUARAPES, ZONA NORTE, PITIMBU, SATÉLITE E TODOS OS BAIRROS DE NATAL.

  2. Sesed disse:

    NOTA – SEGURANÇA – AREIA PRETA

     

    A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) tem empreendido esforços para reduzir a criminalidade em Natal, e o bairro de Areia Preta está incluído no plano de prioridades, com a intensificação do patrulhamento móvel e a pé nas áreas consideradas críticas do bairro, o que resultou, nos cinco primeiros meses do ano, na redução de 18,07% nos índices de crimes Violentos Letais Intencionais na cidade e de 13,42% na quantidade de roubos quando comparado com o mesmo período do ano passado.

    Diariamente uma viatura tem ficado disponível somente para a realização de Rondas Policiais no bairro de Areia Preta.

    A Secretaria comunica que, nos próximos dias, irá intensificar o policiamento preventivo na região litorânea de Natal, que vai desde a praia do Forte até Ponta Negra, por meio de uma Central de Videomonitoramento, que será instalada na sede da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur) da Polícia Militar, situada na Via Costeira. Essa Central terá acesso imagens de toda a orla e áreas críticas. A Sesed aguarda somente a finalização de um serviço da Cosern para iniciar mais este serviço.

    A Sesed pede que a população colabore com a segurança pública por meio do disk denúncia pelo telefone 181 ou pelo whatshap 98149-9906, lembrando que a identidade do denunciante será mantida sob o mais absoluto sigilo! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.