#JornalismoSemFakeNews

6 de julho de 2015 às 11:20

Servidores do INSS, Anvisa, Funasa e Delegacia do Ministério do Trabalho entram em greve a partir de amanhã no RN

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

As greves estão pipocando…

Servidores da Prefeitura de Natal parados…

Servidores da Saúde do Estado em greve…

Do governo federal, a partir de amanhã servidores do INSS e dos Ministérios da Saúde e do Trabalho entram em greve por tempo indeterminado no Rio Grande do Norte.

Com a paralisação desses analistas e técnicos da União, fica suspensa a maior parte dos atendimentos do INSS, da Vigilância Sanitária (Anvisa), da Funasa e das agências regionais do Trabalho no Estado.
Os servidores reivindicam os seguintes pontos:

Reposição salarial em conformidade com a inflação, a incorporação de gratificações, a paridade entre ativos e inativos, a realização de concurso público para repor o quadro funcional e a regulamentação das 30 horas da jornada de trabalho para todos da categoria. 

A proposta do governo federal não agradou à categoria por ser inferior ao valor das perdas salariais e ainda por ser concedido ao longo de quatro anos.

De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Previdência, Saúde e Trabalho do Estado (Sindprevs-RN), Fátima Caldas, a decisão pela paralisação acompanha um movimento nacional. 

“Há uma tentativa antiga de diálogo com o governo federal, mas o assunto nunca fui tratado com prioridade pelo executivo. Apenas dois estados do país não aderiram à paralisação, Goiás e Amazonas”.

O início da greve no RN será marcado por uma audiência pública na Câmara Municipal de Natal, às 9h, e ato público às 11h, em frente à central do INSS de Natal, na Rua Apodi.

“Vamos respeitar a manutenção do mínimo de 30% dos serviços essenciais, já que o objetivo da greve é chamar a atenção do governo e não prejudicar à população”, esclarece Fátima. 

No caso do INSS, algumas agências vão funcionar internamente, mantendo apenas os atendimentos considerados urgentes. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.