#JornalismoSemFakeNews

7 de julho de 2015 às 1:39

Dilma vai agradar Eduardo Cunha passando-lhe a presidência do Brasil por um dia

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do blog do jornalista Gerson Camarotti:

Dilma faz apelo a aliados para adiar FGTS e se defende de ‘pedaladas fiscais’
A presidente Dilma Rousseff fez um apelo aos aliados, em reunião do Conselho Político na noite desta segunda-feira (6) no Palácio da Alvorada, para que não votem nesta semana na Câmara o projeto que muda a correção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Ela também apresentou a defesa do governo em relação a análise pelo Tribunal de Contas da União das chamadas “pedaladas fiscais”. 

 

Segundo líderes e presidentes de partidos ouvidos pelo Blog, Dilma escalou os ministros Nelson Barbosa (Fazenda) e Luís Inácio Adams (AGU) para apresentarem argumentos e dados a fim de demonstrar “que em nada se justifica o questionamento do TCU sobre as manobras fiscais”, segundo um senador. 
“O governo está preocupado com a situação no TCU e apresentou argumentos para que a base possa ajudar na defesa e esclarecer as pedaladas”, disse um dos líderes da base aliada na Câmara. 
Dilma ainda apresentou aos aliados a medida provisória que vai lançar o Plano Nacional de Proteção ao Emprego. 
Eduardo Cunha

Na noite desta segunda, Dilma também recebeu no Palácio da Alvorada o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Ao deputado, ela também demonstraria preocupação com o projeto que muda a correção do FGTS.

E vai adoçar a boca de Cunha: ele deve assumir a Presidência da República por um dia, já que viajará nesta terça (6) para a Rússia e o vice Michel Temer deve fazer uma viagem ao Paraguai. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.