Thaisa Galvão

24 de agosto de 2015 às 6:38

#Azulnuncamais Aeronave quebrada faz Azul cancelar vários voos essa semana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já está mais do que na hora da empresa Azul Linhas Aéreas, que comprou a portuguesa TAP, e vendeu 5% da companhia à americana United Airlines, recebendo pelo negócio, 100 milhões de dólares, tirar de circulação os aviõezinhos inseguros que operam nos trechos entre Natal e Recife, e Recife e Maceió ou Aracaju.

  
As aeronaves, tipo ATR, tem deixado muita gente na mão.

Na terça-feira passada, quando passageiros chegaram ao aeroporto de Natal para embarcar para Recife, a empresa simplesmente avisou que o voo havia sido cancelado e acomodou todos…em um ônibus. 

Na sexta-feira foi a vez de cancelar um voo entre Recife e Aracaju.

Ontem, passageiros chegaram à tarde parar embarcar às 17h50 em Aracaju, mas não conseguiram.

Na hora marcada, lá estava o avião na pista, porém, sem dar sinais de que iria voar.

Pelo serviço de som do aeroporto, foi informado que em 15 minutos se daria uma posição.

Quando passageiros – me incluindo aí – foram perguntar o que havia acontecido, já que a aeronave estava na pista, foram informados que a mesma passava por uma “manutenção não programada”. Ou seja, estava quebrada, mas que mecânicos estavam tentando consertá-la.

Passageiros – 21 teriam Natal como destino – começaram a pressionar a Azul para que cancelasse o voo, pois depois do histórico da semana, ninguém queria mais entrar no ATR da empresa.

Duas horas depois, e muitos testes que fizeram os mecânicos acelerarem os motores, deslocarem o avião pra frente e pra trás, a empresa anunciou o cancelamento do voo.

E quem pensava em chegar em Natal ontem, só vai sair de Aracaju hoje à tarde, e em outra empresa.

E aí estudantes perdem aula, professores também, servidores públicos um dia de trabalho, juiz criminal perde audiências marcadas…

Detalhe: o cancelamento foi o segundo do domingo.

É que um voo das 11h20 também havia sido cancelado.

E o das 11h20 de hoje, segunda-feira, saiu do sistema ontem pouco depois do cancelamento do voo das 17h50.

Então, se os passageiros já constataram a insegurança de voar nos ATR da Azul, já está mais do que na hora da Azul tirar os ATR de circulação.

Sob risco de jogar no lixo tudo o que investiu na compra da TAP e o que ganhou na parceria com a United Airlines.

Porque do jeito que vai, a Azul pode virar hashtag: #Azulnuncamais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.