Thaisa Galvão

12 de outubro de 2015 às 15:13

Já admitindo cair, Eduardo Cunha trabalha nome de evangélico encalacrado na justiça para lhe substituir [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Lauro Jardim, n’O Globo Online:

O pós-Cunha: quem pode suceder o encrencado presidente da Câmara

Hoje, não há um candidato natural para suceder Eduardo Cunha se ele cair.
Cunha, entretanto, já trabalha um nome com carinho – o de André Moura, do PSC de Sergipe e um dos seus fieis escudeiros.
Moura que, aliás, responde a cinco inquéritos no STF, integra a bancada evangélica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.