Thaisa Galvão

5 de abril de 2016 às 21:29

Ministro diz que Cunha tem direito de “espernear”, mas obrigação de cumprir decisão do STF [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O rebelde Eduardo Cunha (PMDB), presidente da Câmara, não reagiu bem à decisão do STF, que determinou que a Casa desse seguimento aos processos de cassação do vice louco para ser presidente, Michel Temer.

Cunha disse que iria recorrer, sem muita disposição para obedecer a decisão do Supremo.

O ministro do STF, Marco Aurélio Mello, disse que Eduardo Cunha tem direito de “espernear”, mas obrigação de cumprir.

“É impensável que não se observe uma decisão do Supremo. A decisão não é do cidadão Marco Aurélio, é do Supremo”, disse o ministro.
“Vamos ver a época que estamos vivenciando. […] Quando se inobserva [uma decisão do STF] é porque as coisas não vão bem e eu não posso pensar em fechar o Brasil para balanço”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*