Thaisa Galvão

30 de abril de 2016 às 22:06

Denúncias de pagamento de propina a pessoas próximas de Temer começam a aparecer [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna Expresso, na revista Época:

Sócio da Engevix diz ter pago R$ 1 milhão em propina a assessor de Temer


José Antunes Sobrinho disse que valor foi dado como compensação a contrato com o Metrô de Brasília

DANIEL HAIDAR

Na proposta de delação entregue ao Ministério Público, José Antunes Sobrinho, sócio da Engevix, revela ter pago R$ 1 milhão de propina a Tadeu Filippelli, que foi vice-governador do Distrito Federal e um dos principais assessores do vice-presidente Michel Temer (PMDB). Segundo Antunes, o pagamento de propina foi cobrado por Filippelli em retribuição a um contrato da empreiteira com o Metrô de Brasília. Antunes disse ter participado de reuniões com Filippelli. Procurado, Filippelli admitiu reuniões com Antunes, mas disse que a acusação é “loucura”.

Uma resposta para “Denúncias de pagamento de propina a pessoas próximas de Temer começam a aparecer”

  1. lUCAS RAFALE disse:

    Depois da lava-jato o Brasil virou o país da delação inconsequente, hipócrita e mendaz. Qualquer um fala qualquer coisa, e qualquer denúncia, por si só, de boca, é tratada como se prova fosse de alguma coisa. Essa história é requentada, e até agora não se provou nada, mesmo depois de quase 7 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.