#JornalismoSemFakeNews

21 de julho de 2016 às 22:05

Vice de Carlos Eduardo parece o mais difícil de ser definido entre os pré-candidatos a prefeito de Natal

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Passada a fase dos prefeitáveis, eis que chega a fase dos vices.
Em Natal, o pré-candidato Kelps Lima anunciou hoje o nome de Magnólia Figueiredo para compor a chapa puro-sangue do Solidariedade.

O pré-candidato Jacó Jácome (PSD) ainda não anunciou, mas é tido como certo o nome da Tenente Coronel Margarida, fundadora do PROERD, como sua companheira de chapa.
Margarida é filiada ao PTN.

A pré-candidata Márcia Maia (PSDB) tem conversado com vários partidos. Nesta quinta com o PR do vereador Luiz Almir, e para esta sexta tem um encontro com o PTdoB, que cogita indicar o nome do Pastor Silvestre como companheiro de chapa da parlamentar.

Márcia marcou uma reunião com lideranças e apoiadores de sua campanha para as 17 horas no Cuxá Eventos, mesma hora e local em que o Pastor Silvestre marcou um encontro com os pré-candidatos a vereador do PTdoB, seu partido e da presidente, ex-governadora Wilma de Faria.

Sem vice até agora está o prefeito e pré-candidato à reeleição, Carlos Eduardo Alves (PDT).
Carlos saiu na frente na questão do vice, quando foi ao apartamento de sua atual vice-prefeita, Wilma de Faria, há mais de dois meses, para informá-la que não contaria mais com ela na chapa da reeleição pois precisava compor a chapa com o PMDB,

E do PMDB surgiram os nomes do ex-secretário de Turismo, Fred Queiroz, do ex-presidente da Fecomercio, Marcelo Queiroz, e dos deputados Hermano Morais e Álvaro Dias.

Só que até agora nenhum sinal de vice formalizado.
Tudo porque o PMDB não tem se entendido em relação à indicação, e o prefeito tem dito que não vai acatar um nome sem dar antes sua opinião.

E a opinião de Carlos Eduardo é em favor de Marcelo Queiroz, que trocou o PDT pelo PMDB exatamente para ser o vice.

O nome de Marcelo é aceito pelo senador Garibaldi Filho, mas rejeitado pelo ex-ministro e presidente do PMDB, Henrique Alves.

O nó está aí, e parece não muito fácil de desatar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.